A vida de Bento XVI: da infância na Baviera à sua renúncia

A vida de Bento XVI: da infância na Baviera à sua renúncia Confira!

A vida de Bento XVI: da infância na Baviera à sua renúncia

Por Manuela Tulli- Joseph Ratzinger foi sobretudo um excelente teólogo, que em 19 de abril de ...

A vida de Bento XVI: da infância na Baviera à sua renúncia
Imagem: Reprodução | Divulgação



Por Manuela Tulli- Joseph Ratzinger foi sobretudo um excelente teólogo, que em 19 de abril de 2005 foi eleito Papa e escolheu o nome Bento XVI.

    Fruto de uma família formada por um pai policial e uma mãe cozinheira, que logo largou o emprego para se dedicar à família, Ratzinger nasceu em Marktl am Inn, no coração da católica Baviera, no dia 16 de abril de 1927.

    Teólogo refinado, grande estudioso, homem tímido, parecia não estar destinado a uma liderança dessa magnitude. Mas, desde os tempos da Congregação para a Doutrina da Fé, ele se tornou um dos principais cardeais de referência para toda a Igreja no mundo.

    Quem o conheceu de perto relata uma grande capacidade de escuta que manteve mesmo nos anos seguintes à sua renúncia, com o Mosteiro Mater Ecclesiae tornando-se um ponto de referência para todos aqueles que procuravam um conselho, uma palavra, uma bênção.

    Mestre em pregar de forma acessível até sobre os temas mais complexos, em quase oito anos de pontificado conheceu milhões de pessoas, fez dezenas de viagens internacionais e para a Itália, escreveu várias encíclicas com foco no amor e na esperança.

    Ratzinger relançou e renovou a doutrina social da Igreja, tornando-a mais adequada aos tempos difíceis do mundo, entre a globalização e o crescimento da pobreza, o relativismo e furiosa efemeridade.

    As suas numerosas publicações ficarão na história da Igreja, a começar por “Jesus de Nazaré” em vários volumes. Um retrato para mostrar que a fé não é uma lista de proibições, mas antes de tudo uma relação de amizade com Deus.

    Bento XVI, durante o seu pontificado, colocou os temas da pobreza e da África, dos jovens, do ecumenismo e do anúncio da fé no mundo, agora secularizado. Depois, ele foi o primeiro a levantar os tapetes mostrando a poeira acumulada por baixo: foi ele quem quis empreender a luta contra a pedofilia na Igreja.

    Quando ainda era cardeal (mas em poucos dias sucederia João Paulo II no trono de Pedro) em 2005, nas meditações da Via Crucis no Coliseu, disse sem rodeios: “Quanta imundice há na Igreja, e mesmo entre aqueles que, no sacerdócio, devem pertencer totalmente a ele!”.

    Voltando às origens, após os primeiros anos em Marktl, passou a adolescência em Traunstein. Nos últimos meses da Segunda Guerra Mundial, ele havia sido convocado para os serviços auxiliares antiaéreos, enquanto era membro do escritório da Juventude Hitlerista. Uma nota que lhe custou muitas acusações e críticas, apesar de ser uma condição ‘normal’ para a Alemanha naqueles anos difíceis.

    Ordenado sacerdote em 29 de junho de 1951, doutorou-se em teologia com uma tese sobre Santo Agostinho e habilitou-se a lecionar com uma obra sobre São Boaventura. Ele lecionou em várias universidades na Alemanha: em Freising, Bonn, Muenster, Tübingen e Regensburg.

    Além disso, Ratzinger também estava entre os especialistas que trabalharam ao lado dos bispos no Concílio Vaticano II.

    Em 1977, Paulo VI o nomeou arcebispo de Mônaco e em 27 de junho o criou cardeal. Participou dos conclaves que em 1978 elegeram o papa Albino Luciani e o pontífice Karol Wojtyla.

    Em 1981, João Paulo II o nomeou Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. Ele foi presidente da comissão para a preparação do Catecismo da Igreja Católica, vice-decano e depois decano dos cardeais.

    Ratzinger foi eleito Papa em 19 de abril de 2005, na quarta votação. Finalmente, em 11 de fevereiro de 2013, a decisão surpresa de deixar o pontificado. Antes dele é necessário voltar a Gregório XII em 4 de julho de 1415, e ainda antes, a Celestino V em 13 de dezembro de 1294, para encontrar Papas que fizeram uma escolha tão perturbadora. .

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!

Todos os Direitos Reservados
Developed By Old SchooL