Arrependida, Globo abre cofre para reconquistar Libertadores

Emissora vê no retorno de receitas publicitárias do futebol uma maneira de reverter o prejuízo em seu balanço anual

revistabaiacu - 13 de maio de 2022
Arrependida, Globo abre cofre para reconquistar Libertadores



O Grupo Globo garantiu a transmissão dos jogos da Copa Libertadores na TV aberta de 2023 a 2026. A ESPN transmitirá entre os canais pagos e a Paramount no streaming.

A vitória na nova licitação, sem a divulgação de valores, encerra a briga da TV Globo com a Conmebol iniciada em 2019, quando pediu a renegociação dos direitos.

A emissora e seu canal pago SporTV pagavam anualmente 65 milhões de dólares (R$ 328 milhões na cotação de hoje). Não houve acordo para reduzir a quantia.

A cúpula da Globo acreditava que a direção da Conmebol iria ceder, assim como fez a Fifa quando o grupo da família Marinho exigiu novo acordo para os pagamentos pela Copa do Mundo.

Sem conseguir uma resposta positiva, a Globo abriu mão da Libertadores. O SBT rapidamente acertou a transmissão dos jogos e impôs derrotas históricas à concorrente no Ibope.

Na final do campeonato de 2021, entre Palmeiras e Flamengo, o canal de Silvio Santos conseguiu média de 27,3 pontos contra 9,3 da emissora carioca.

A volta do campeonato da Conmebol traz novo ânimo à empresa. As cotas de patrocínio certamente serão oferecidas com valores maiores. Surge uma oportunidade de reverter o prejuízo de R$ 174 milhões registrado pelo Grupo Globo em 2021.

Para readquirir a Libertadores, a emissora deve ter recorrido a seu saldo de caixa. Em janeiro, havia R$ 15 bilhões disponíveis, de acordo com divulgação ao mercado.