Bastianini bate Aleix Espargaró e comanda treino 2 da MotoGP na França. Quartararo é 6º

Piloto da Gresini sofreu uma queda no instantes finais da sessão, mas assegurou a liderança da MotoGP com 0s202...

revistabaiacu - 13 de maio de 2022
Bastianini bate Aleix Espargaró e comanda treino 2 da MotoGP na França. Quartararo é 6º



BASTIANINI, MARTÍN OU MILLER: QUEM FICA COM A VAGA NA DUCATI NA MOTOGP EM 2023?

Enea Bastianini viveu uma tarde de altos e baixos na França nesta sexta-feira (13). Em um treino livre 2 de muitos tombos, o italiano sofreu uma queda nos minutos finais da sessão, mas nem por isso deixou de colocar a Gresini no topo da folha de tempos da MotoGP em Le Mans.

Com 1min31s148 na melhor de 16 voltas, um novo recorde para o traçado Bugatti, Bastianini superou Aleix Espargaró por 0s202 para garantir a ponta da tabela. Só 0s095 atrás do piloto da Aprilia, Álex Rins colocou a Suzuki no terceiro posto.

O BRASIL EM DUAS RODAS

Enea Bastianini liderou a tarde na França (Foto: Divulgação/MotoGP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Johann Zarco superou um susto nesta tarde para ficar com a quarta colocação, diante de Francesco Bagnaia, que liderou parte da atividade. Fabio Quartararo ficou em sexto.

A classificação da MotoGP para o GP da França, em Le Mans, sétima etapa da temporada, acontece no sábado, às 9h10 (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

Tal qual aconteceu com a sessão matutina, o treino livre dois aconteceu com sol e calor. Quando os pilotos foram para a pista nesta tarde, os termômetros mediam 21°C, com o asfalto chegando a 33°C. A umidade relativa do ar estava em 41%, com a velocidade do vento chegando a 5 km/h.

A segunda sessão do dia também começou agitada. Fabio Quartararo logo se colocou na ponta, apenas 0s085 à frente de Pol Espargaró. Álex Rins vinha em terceiro, diante de Aleix Espargaró e Brad Binder.

O sul-africano, aliás, foi só 0s020 mais lento que o piloto francês da Yamaha pouco depois e assumiu o segundo posto.

Ainda nos primeiros minutos da sessão, Joan Mir caiu na curva 7, mas escapou de ferimentos maiores e deixou a pista caminhando para voltar aos boxes da Suzuki. O espanhol tinha o 19º tempo da sessão, 1s292 atrás do líder.

Francesco Bagnaia saltou para o segundo posto e, na volta seguinte, virou 0s005 melhor que Quartararo para tomar a liderança da sessão. Aleix era o terceiro, diante de Jack Miller, Brad Binder, Pol Espargaró, Rins, Enea Bastianini, Fabio Di Giannantonio e Marco Bezzecchi.

Minutos depois, Miller levou um susto na curva 11. O australiano caiu, mas não se feriu e tratou de tentar recuperar a moto para voltar para a pista e seguir para os boxes da Ducati.

Logo em seguida, um susto ainda maior para Johann Zarco. O francês escapou da pista na curva 3 passou pela brita, cortou a pista curva 4, mas deu sorte de não encontrar ninguém e evitar a queda. Foi um momento de turismo em um dos pontos mais rápidos do circuito Bugatti.

Com dez minutos para o fim, foi Darryn Binder quem caiu. O sul-africano tombou na curva 7, mas não se feriu e voltou de carona para os boxes.

Na reta final da sessão, a pista vinha praticamente vazia antes de um ataque final à folha de tempos. Bagnaia liderava a atividade, diante de Quartararo, Aleix, Zarco, Miller, Brad Binder, Pol, Viñales, Marc Márquez e Rins.

SUZUKI DETONA BOMBA NA MOTOGP COM ANUNCIO DE SAÍDA EM 2022