Bizarro verme marinho luminoso que parece macarrão é divulgado por cientistas

Cientistas do MBARI, que monitora o fundo do mar com veículos remotos, ainda não encontrou um nome para espécie...

revistabaiacu - 6 de agosto de 2022
Bizarro verme marinho luminoso que parece macarrão é divulgado por cientistas



Uma bizarra criatura laranja com tentáculos luminosos, que se parece com uma panelada de macarrão instantâneo, foi divulgada em vídeo por cientistas do Monterey Bay Aquarium Research Institute (MBARI). Eles conseguiram filmar o animal em 2012 com um veículo operado remotamente (VOR) enquanto exploravam o Golfo da Califórnia.

A macarrônica figura é, na verdade, um tipo de verme segmentado aquático, um anelídeo da classe Polychaete (ou poliqueta) que ainda não tem espécie definida, mas pertence ao gênero Biremis. A criatura não tem olhos nem guelras, e usa os tentáculos coloridos para agarrar detritos orgânicos para sua alimentação. O vídeo do bicho foi postado na última segunda-feira (1) em comemoração ao Dia Mundial dos Poliquetas.

A maioria dos terebelídeos, família do macarrão marinho, vive em tocas ou túneis no fundo do mar e sai apenas para buscar alimento, mas esse Biremis em específico costuma ficar acima do solo e já foi visto nadando ou se arrastando pelas profundezas, procurando locais abundantes em comida, segundo os cientistas.

Outros pesquisadores do MBARI já haviam localizado a espécie em 2003, após identificá-la também no Golfo da Califórnia com outro ROV. Quase 20 anos depois, o bicho ainda não tem nome. De acordo com especialistas, o processo aparentemente simples de nomear uma espécie é, na verdade, bem mais trabalhoso: é necessário coletar espécimes, examinar suas características-chave sequenciar o DNA e só então aplicar o nome científico.

This deep-sea spaghetti worm has a bountiful bundle of tentacles.

During an expedition to the Gulf of California, researchers observed what looked like small pom-poms lying on the seafloor. These mystery masses turned out to be a spectacular type of spaghetti worm: Biremis. pic.twitter.com/AlNhcMmCl3

— MBARI (@MBARI_News) August 2, 2022

Ainda não se sabe o limite de profundidade onde a criatura pode residir, mas a maioria dos avistamentos ocorreu a mais de 2 km abaixo da superfície, uma distância considerável. É mais uma prova do quão pouco conhecemos do fundo do mar e as formas de vida que mantém o ecossistema das profundidades marinhas funcionando.

Os cientistas lembram que há diversas práticas comerciais ameaçando animais como esses, como a mineração de profundidade e a pesca de arrasto, que matam animais e destroem ecossistemas. Ainda assim, há esperanças de encontrar mais animais como os vermes curiosos e inusitados como o Biremis em pesquisas futuras no misterioso fundo do mar, nas palavras do MBARI.

Fonte: MBARI

Trending no Canaltech: