Bolsa sobe e dólar cai em semana de preocupações com bancos

Bolsa sobe e dólar cai em semana de preocupações com bancos Confira!

Bolsa sobe e dólar cai em semana de preocupações com bancos

Ibovespa vem de cinco pregões seguidos de baixa

Bolsa sobe e dólar cai em semana de preocupações com bancos
Imagem: Reprodução | Divulgação



A bolsa sobe e o dólar cai na manhã desta quinta-feira, 16, em semana impactada por preocupações com bancos. Às 11h03, o Ibovespa subia 0,64%, aos 103.332,14 pontos, após cinco pregões seguidos de baixa. O dólar, por sua vez, caía 0,18% às 10h35, a R$ 5,2840.

Nos últimos sete dias, os bancos americanos Silicon Valley Bank (SVB) e Signature Bank quebraram, enquanto na Europa o Credit Suisse começou a enfrentar uma crise que se refletiu nas bolsas mundiais na quarta, 15.

O Ibovespa iniciou o pregão sem direção clara. Logo depois do leilão de abertura, exibiu leve queda para depois exibir alta moderada. Apoiam a valorização do índice as ações de grandes bancos, como Banco do Brasil, Bradesco, Itaú e Santander.

Apesar da depreciação de mais de 1% do petróleo nos mercados futuros de Londres e de Nova York, as ações da Petrobras rondam as cotações de fechamento de quarta, ora em baixa, ora em alta.

O dólar passou a exibir leve queda ante o real logo depois da decisão do BCE. Já as taxas dos contratos de Depósito Interfinanceiro (DI) exibem sinais mistos.

Os juros de prazos curtos estão estáveis em relação aos ajustes de ontem. Já os de prazos intermediários exibem leve queda.

Os mercados acionários europeus perderam fôlego nesta quinta, com Milão virando para o negativo após a decisão do Banco Central Europeu (BCE) aumentar suas taxas de juros em 0,50 ponto porcentual. O euro também perdeu força, mas ainda opera em alta. E as bolsas em Nova York abriram em queda.

O BCE elevou as taxas de depósitos de 2,50% para 3%, e as de empréstimos, de 3,25% para 3,75%, no momento de incertezas com o sistema financeiro na região.

Para o BCE, o alto nível de incerteza reforça a importância de abordagem dependente de dados. O banco revisou a projeção para alta do PIB da zona do euro em 2023, a 1,0%. “Monitoramos tensões do mercado de perto e agiremos, se necessário.”

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!

Todos os Direitos Reservados
Developed By Old SchooL