Butantan reabre para visitantes após dois anos; Parque da Ciência terá atrações especiais nas férias

Em julho, frequentadores poderão assistir a demonstrações de extração de veneno de cobra e fazer trilhas

revistabaiacu - 28 de junho de 2022




Após dois anos fechado para visitas em razão da pandemia do coronavírus, o Instituto Butantan, na zona oeste de São Paulo, está novamente de portas abertas ao público. O Parque da Ciência, em uma área verde com 725 mil metros quadrados, foi reformado e vai reforçar as atrações a partir de 5 julho, no período de férias escolares.

Diretor do Centro de Desenvolvimento Cultural do Butantan, o pesquisador científico Giuseppe Puorto disse que a reformulação serviu para aproximar os estudantes de escolas públicas e particulares do trabalho do instituto. “Tudo aqui foi pensado para recebê-los”, afirmou. O foco das atrações, explica, é despertar o interesse e a curiosidade pela ciência e pela pesquisa por meio de ações educativas, ambientais e de lazer.

Nesta terça-feira, 28, será aberta uma exposição que contará a primeira fase da história do instituto, aberto em 1901 pelo médico e sanitarista Vital Brazil, com ajuda do governo paulista, para produção de soro antipestoso e antiofídico.

O Serpentário, inaugurado em 1914 é, até hoje, um dos espaços preferidos dos visitantes de todas as idades, que, em julho, poderão assistir a demonstrações de extração de veneno de cobra e ouvir histórias sobre as jararacas. Outra atração, o Macacário reproduz o habitat natural de animais do grupo Rhesus, originários da Índia.

Também revitalizado, o Boulevard, com jardins e espelho d’água, garante o contato com a natureza. É possível ainda fazer trilhas pelos caminhos de mata do Butantan. A programação completa pode ser conferida no site da entidade.

“Usamos esse momento de pandemia para refazer o parque, restaurar os edifícios históricos e criar um espaço de visitação pública associado ao ensino de ciências”, explicou Dimas Covas, presidente do Butantan, que espera, com as melhorias, alcançar a marca de 1 milhão de visitantes por ano.

A entrada no parque é gratuita. Para acessar os museus, como o Biológico e o de Microbiologia, é preciso adquirir ingresso único, válido para todos os espaços. O horário de funcionamento do parque é das 7h às 17h, de segunda a domingo. Já os museus abrem de terça a domingo, das 9h às 16h45.

O Parque da Ciência do Instituto Butantan está localizado na Avenida Vital Brasil, 1.500, no bairro do Butantã. Colaborou Raphael Preto Pereira, Especial para o Estadão