Casadei vê queda de Zannoni e vence corrida 1 de início tumultuado da MotoE na França

Pole-position da segunda etapa da MotoE 2022, Mattia Casadei venceu a corrida 1 do GP da França. Kevin Zannoni,...

revistabaiacu - 14 de maio de 2022
Casadei vê queda de Zannoni e vence corrida 1 de início tumultuado da MotoE na França



BASTIANINI, MARTÍN OU MILLER: QUEM FICA COM A VAGA NA DUCATI NA MOTOGP EM 2023?

De pole-position para vencedor da corrida 1 da MotoE na França, no circuito de Le Mans. O piloto da Pons conseguiu se esquivar de quedas e das ameaças de Kevin Zannoni — que acabou caindo na última curva, quando perseguia Mattia.

Com a queda do italiano, Dominique Aegerter herdou a segunda posição. Hikari Okubo, Matteo Ferrari e Herctor Garzó vieram logo atrás. Miquel Pons fechou as seis primeiras posições.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

O brasileiro Eric Granado não teve boa largada, acabou perdendo algumas posições, mas finalizou a prova em sétimo. Niccolo Canepa, Andrea Mantovani e Alex Escrig completam o top-10.

A largada da corrida 2 do ePrix da França de MotoE, em Le Mans, segunda etapa da temporada, acontece no domingo, às 10h30 (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

Saiba como foi a corrida 1 da MotoE em Le Mans:

A MotoE contou com uma largada tranquila, mas a bandeira amarela precisou ser acionada ainda nos primeiros metros, após uma queda de Jordi Torres na curva 3. O bicampeão da série elétrica caiu no meio do pelotão e chegou até a ser atingido por quem vinha atrás.

Quando as coisas acalmaram, Mattia Casadei tinha a liderança, mais de 0s5 à frente de Kevin Zannoni, o segundo colocado. Hikari Okubo vinha em terceiro, diante de Dominique Aegerter, Alex Escrig, Matteo Ferrari e Eric Granado, que vinha isolado em sétimo na primeira das oito voltas.

Quedas durante a primeira volta da corrida (Foto: MotoGP)

Ainda no início da corrida, Granado aproveitou um erro de Escrig para ganhar uma posição e assumir a sexta colocação, 4s atrás de Casadei, que ia cada vez mais isolado de Zannoni na liderança. Diferente do que aconteceu em Jerez, a diferença entre os pilotos só fazia aumentar.

Com cinco voltas para o fim, Marc Alcoba também caiu e abandonou a corrida. O espanhol não se feriu com gravidade, mas ficou mais do que irritado com incidente.

Acidentado no início da disputa, Torres foi levado ao centro médico de Le Mans para passar por exames. O espanhol chegou a ser atingido pela moto de Xavi Forés nos primeiros metros da corrida.

Enquanto isso, Escrig conseguiu se recompor e retomou o sexto posto de Granado, que agora era pressionado por Héctor Garzó. O piloto da Tech3 também não vinha sozinho e trazia Miquel Pons logo atrás. Eric ainda resistiu um pouco, mas caiu para oitavo após ser superado pelo #4.

Com três voltas para o fim, a vantagem de Casadei tinha ido para o espaço. O piloto da Pons agora tinha só 0s2 de margem para Zannoni, que tinha um bom respiro em relação a Okubo.

Mais atrás, Escrig foi sancionado com uma volta longa, o que ajudaria Garzó, Pons e Granado, que tinha descido para nono depois de também ser superado pelo companheiro de LCR.

SUZUKI DETONA BOMBA NA MOTOGP COM ANUNCIO DE SAÍDA EM 2022