Celso Portiolli reage aos boatos de saída do SBT: “falta de respeito”

Em depoimento ao programa "A Tarde É Sua", Celso Portiolli desabafou sobre os rumores; veja o vídeo

revistabaiacu - 5 de agosto de 2022
Celso Portiolli reage aos boatos de saída do SBT: “falta de respeito”



Apresentador do “Domingo Legal”, Celso Portiolli fez questão de desmentir os boatos e rumores sobre uma possível saída do SBT.

Vale dizer que as especulações começaram após sua participação no podcast “O Pod É Nosso”, onde ele comentou que gostaria de passar um ano viajando e longe da TV, no entanto, a fala foi distorcida, sugerindo que ele estivesse se despedindo da emissora.

“Quando eu li esse tipo de notícia, eu achei uma tremenda falta de respeito com a minha luta. Meu Deus, com pode o ser humano quer subir e quer aparecer a qualquer custo”, desabafou em depoimento ao programa “A Tarde É Sua”, da RedeTV!.

Confira:

Uma publicação compartilhada por Celso Portiolli (@celsoportiolli)

Portiolli afirmou que o trecho foi tirado do contexto original. “O que eu disse quando ele perguntou para mim ‘do que você tem vontade ainda’. Eu disse que não tenho vontade de mais nada, não tenho vontade de ganhar mais dinheiro, não tenho vontade de fazer novos programas”, relatou.

“A única coisa que eu quero é saúde, e disse que uma vontade que eu tinha era poder um dia tirar um ano sabático, ficar um ano viajando, estudando um novo idioma. Eu tinha”, acrescentou.

Além disso, Celso explicou o comentário de que teria apenas mais três de contrato na casa. “Meu contrato com o SBT não termina em três meses. Meu contrato é indeterminado. Se o SBT me der uma carta dizendo ‘Portiolli, tchau!’, três meses eu vou embora. É isso, respeitar só três meses. E se eu der uma carta para o SBT, eu tenho que respeitar os três meses e depois acaba. É um contrato indeterminado”, pontuou.

“Meu contrato não vai ver daqui três meses. Não tem mais aquela multa milionária que eu sempre tive e nunca gostei. É um contrato de confiança realmente. Não tem nada que impeça o SBT de me demitir ou de me tirar e não tem nada que me impeça de sair, só isso”, complementou.