Como tirar fotos melhores com a GoPro | 5 dicas incríveis

Quer saber como tirar fotos melhores com a sua câmera GoPro, ou até mesmo explorar outros recursos com criatividade?...

revistabaiacu - 6 de agosto de 2022
Como tirar fotos melhores com a GoPro | 5 dicas incríveis



A câmera de ação GoPro já possui diversas gerações no mercado, sendo a GoPro Hero 10 o modelo mais recente da marca. E para te ajudar a extrair o melhor que esse equipamento pode proporcionar, o Canaltech resolveu dar 5 dicas incríveis de como tirar as melhores fotos com a GoPro.

Essa matéria é baseada na opinião e experiência de uso dos analistas do Canaltech ao longo de semanas testando a action cam em diferentes situações. E se você adquiriu uma GoPro recentemente e está interessado em aproveitar melhor o seu equipamento, principalmente para fotografias, é importante ler com bastante atenção cada dica.

Além disso, a maioria das informações aqui compartilhadas podem ser usufruídas tanto por quem tem a versão mais recente da GoPro, quanto por aqueles que ainda fazem uso de suas antecessoras. Ao longo da matéria, também existem links para a compra de equipamentos essenciais com o intuito de aproveitar ao máximo tudo que a câmera de ação pode entregar.

Para conseguir ter um resultado fotográfico de qualidade, a GoPro não é tudo. Afinal, assim como outras câmeras da atualidade, o dispositivo compacto também precisa de um acessório para alinhar a performance do equipamento com o processamento de imagem.

E o cartão microSD é um grande aliado nessa jornada. Isso porque as câmeras GoPro não possuem uma memória interna grande o suficiente para suportar o tamanho dos arquivos que são gerados em gravações e fotos.

Entretanto, não basta ir em uma loja e comprar um dispositivo de armazenamento, pois existem diversos modelos com classes distintas que se integram de maneiras diferentes no equipamento e influenciam diretamente na usabilidade.

Apesar disso, é preciso levar em consideração que a melhor opção para a GoPro é o modelo que tenha classe 10, UHS-II, V90 e A1 entre as suas especificações focadas para vídeo. Assim, é mais garantido que não ocorrerá o corrompimento do arquivo ao explorar a qualidade máxima da GoPro, seja par fotos ou filmagens.

Pode parecer clichê, mas o melhor meio de garantir uma boa foto é estando em ambientes com ótimas fontes de luz. Para imagens externas, explorar a luminosidade natural entregue pelo Sol é um dos pontos fortes na hora de usar uma GoPro.

Com o intuito de evitar que as fotos fiquem com superexposição, a dica de ouro é fotografar na “golden hour” — hora dourada —, que é o horário próximo das 17h, pois é o momento em que o Sol começa a se pôr.

Logo, as nuvens e o próprio posicionamento dele “servem de softbox” para suavizar os efeitos do Sol no rosto e melhorar consideravelmente as capturas em locais com muita natureza, como acampamentos, praças, parques e praias.

Entretanto, não é todo mundo que tem a disponibilidade de tempo para ficar esperando pela hora perfeita. Por isso, uma solução ousada pode ser encontrar uma construção que tenha paredes brancas para que o Sol rebata e volte para o objeto a ser fotografado de maneira mais suave.

Obviamente, essa não é a única maneira de fazer uma boa foto. Para quem pode e quer investir em um setup de luzes artificiais, ter uma softbox para ser a luz principal e outras iluminações de apoio — que podem ser RGB — para dar efeitos diferenciados.

Todavia, é preciso considerar que nem todo mundo tem tanto dinheiro para investir alto em equipamentos profissionais. Por isso, ajustar as configurações da GoPro para se adaptar bem ao nível de luz emitido por um abajur já pode melhorar consideravelmente os resultados das fotos.

Entre os acessórios, existem suportes que permitem a exploração de novos ângulos fotográficos. Além de ajudarem na criatividade, também proporcionam uma usabilidade intuitiva em situações que segurar a câmera diretamente na mão não seria uma boa ideia.

A própria GoPro fabrica muitos acessórios focados nos equipamentos fotográficos da marca. Como é o caso dos tripés, ventosas para veículos e do suporte para prancha de surfe, mas, por mais simples que sejam, eles costumam ter um valor superior ao desejado pela maioria dos usuários.

Por isso, uma alternativa é buscar opções de acessórios semelhantes que sejam comercializados por outras fabricantes que focam melhor em custo-benefício. Porém, é preciso equilibrar preço e qualidade, pois existem muitas peças que são descartáveis e podem até mesmo afetar a integridade física da sua GoPro HERO.

Uma das opções bem interessantes são o monopé flexível da marca Telesin que permite o uso em 3 posições diferentes para facilitar a locomoção com a GoPro e as filmagens em diversas perspectivas.

Para quem está acostumado a utilizar câmeras GoPro, sabe-se que elas possuem uma lente com ângulo de visão maior, pois são focadas em capturar mais elementos na imagem. O hardware com essa angulação aprimorada recebe o nome de lente “olho de peixe”, ou fisheye.

Mesmo que seja interessante utilizar esse formato fotográfico, a distorção apresentada pode ser inferior às expectativas de alguns usuários que necessitam de mais abertura em suas imagens. Focando em ajudar a esse público, a marca desenvolveu a lente Max.

Esse acessório complementar tem como propósito ser uma “Super Saiyajin” da lente fisheye já embutida na GoPro. E a maximização não se aplica apenas à angulação, mas também no suporte ao aprimoramento da estabilização.

Por ser uma lente digital ultra-ampla com um campo de visão de 155˚ e ter compatibilidade com as câmeras GoPro Hero 9 e Hero 10, o preço dela se reflete diretamente nas vantagens embutidas.

É muito comum encontrar a lente Max em varejistas brasileiras a uma média de R$ 900. Por isso, a compra do acessório precisa ser considerada pelo usuário como uma real necessidade, bem como garantir o retorno do investimento de alguma forma para quem pretende utilizá-la em produções audiovisuais.

Caso o gasto não seja um propósito seu para aproveitar ao máximo a usabilidade da sua GoPro, saiba que a Hero 9 e a Hero 10 possuem uma função chamada “Super View” que entrega um resultado parecido com o da lente Max, mas via software.

Já para aqueles que preferem deixar de lado formato curvo nas fotos, a GoPro disponibiliza nas versões mais recentes o recurso “Linear” que mantém os elementos alinhados corretamente na imagem.

Para quem não quer abrir mão do efeito nas fotos, mas deseja ter uma versão alternativa, a melhor opção é fazer ajustes via software, e o programa ideal para tal é o Photoshop.

O processo para tal exige certa atenção do usuário, pois, apesar de simples, requer atenção ao passa a passo.

1. Após abrir a imagem dentro do Photoshop, é preciso selecionar a foto feita com a GoPro para duplicar a camada apertando os atalhos Ctrl+J.

2. No menu, vá até a opção ‘Filtro’ e selecione o recurso ‘Correção de lente’. Na janela de configuração que é aberta, estão todas as informações a respeito da imagem, inclusive a câmera na qual o clique foi feito.

3. À direita, está a opção ‘Modelo da câmera’. Selecione o mesmo modelo de GoPro que fez a foto.

4. Automaticamente, o processamento da imagem ajustada é feito para que o alinhamento seja semelhante ao visto em fotos feitas por outras câmeras e até mesmo com o celular.

Apesar da eficiência, o editor de imagens é uma solução paga. Consequentemente, há a necessidade de se gastar o valor da mensalidade do programa para conseguir utilizá-lo de maneira legal, e o preço para isso gira em torno de R$ 43 por mês no plano ‘Fotografia’ da Adobe.

Além disso, nem sempre o resultado sairá da maneira esperada pelo usuário, já que alguns elementos podem ficar distorcidos com a alteração da proporção padrão, como é o caso do celular na foto que ficou esticado em relação ao seu aspecto normal.

Mesmo que pareça desnecessário repetir esse tipo de informação, usar a GoPro de maneira criativa é o que faz essa câmera de ação se destacar em relação aos modelos convencionais e smartphones.

Sempre pensar em gestos representativos e posicionamentos estratégicos que façam a sua foto ter uma assinatura própria e, ao mesmo tempo, ser “instagramável” é essencial para extrair tudo que o equipamento é capaz de proporcionar.

Na praia, é muito comum se usar a GoPro no mar durante a natação ou acoplada em uma prancha de surfe. Já na areia, cavar um pouco o chão para colocar a câmera dentro de um buraco e explorar outro ângulo na foto também é muito interessante.

Além disso, o uso dos acessórios também é uma forma de “libertar” a mente para que o dispositivo seja usado com criatividade. Mas, independentemente de você utilizar a GoPro de maneira amadora ou profissional, ir explorando a qualidade fotográfica em diversas situações ajuda a lapidar a sua imaginação com o foco em fotos melhores.

Trending no Canaltech: