Dólar oscila em margem estreita com apetite por risco e cautela com juros

O dólar opera instável, oscilando ora em alta leve ora em queda moderada, após abrir com ligeira ...

revistabaiacu - 13 de maio de 2022




O dólar opera instável, oscilando ora em alta leve ora em queda moderada, após abrir com ligeira queda nesta sexta-feira, 13. Há pouco, o índice DXY do dólar ante seis moedas fortes passou a exibir viés de alta, renovando máxima intradia, após ceder mais cedo.

Ontem, o DXY renovou máximas em 20 anos, com preocupações com a alta da inflação e dos juros nos EUA, que seguem no radar dos investidores.

Às 10h07, o dólar spot subia 0,05%, aos R$ 5,1430. O dólar junho ganhava 0,16%, a R$ 5,170. O DXY estava praticamente estável, com viés de alta de 0,03%, aos 104,893 pontos.

O analista de câmbio da corretora Ourominas Elson Gusmão afirma que a liquidez está pequena no mercado e a tendência é de oscilação da moeda americana entre margens estreitas em meio a sinais mistos moderados no exterior frente moedas emergentes e ligadas a commodities nesta manhã.

Gusmão afirma que o mercado está monitorando a Bolsa, que opera em alta, e também o fluxo de entrada eventual de investidores estrangeiros no mercado de ações, o que se for confirmado pode vir a favorecer uma queda mais significativa do dólar ante o real durante a manhã. “Precisamos conferir isso ainda”, disse.