Entenda como serão as transmissões da Libertadores e da Sul-Americana a partir de 2023

Conmebol anunciou nesta sexta-feira os novos contratos de direitos de transmissão

revistabaiacu - 13 de maio de 2022
Entenda como serão as transmissões da Libertadores e da Sul-Americana a partir de 2023



Depois de uma longa batalha nos bastidores, a Conmebol, enfim, anunciou os novos moldes contratuais dos direitos de exibição da Taça Libertadores e da Copa Sul-Americana. Entenda abaixo a nova divisão das transmissões no Brasil.

Libertadores

Após três anos, a Taça Libertadores da América voltará a ter transmissão da Rede Globo. O novo contrato permite os direitos de exibição do torneio entre 2023 e 2026. De acordo com portal ‘Notícias da TV,’ a Globo poderá exibir até 25 jogos por ano.

Em agosto de 2020, a emissora carioca rompeu um contrato de US$ 60 milhões (cerca de R$ 325 milhões, na cotação atual) pelos direitos de exibição da Taça Libertadores. A quebra de contrato em meio à pandemia resultou em um afastamento entre a emissora e a entidade. A Globo não pôde exibir nenhum torneio sul-americano durante as últimas três temporadas.

Em outubro do ano passado, Conmebol e Globo fizeram um acordo extrajudicial e voltaram a ser parceiras comerciais, o que possibilitou as negociações pelo retorno da competição para a emissora.

A emissora aceitou transmitir a final da competição mesmo que não haja brasileiros na decisão. A nova condição é algo inédito, tendo em vista que a Globo nunca transmitiu a decisão da competição quando não tinha clubes brasileiros na disputa.

Sul-Americana

Após perder os direitos de transmissão da Libertadores, o SBT ficará com a Copa Sul-americana de 2023 até 2026. A competição retorna à TV aberta após cinco anos. A emissora de Sílvio Santos terá os direitos de exibição da competição por três anos, exibindo 13 jogos por temporada.

Nos dois anos em que esteve em parceria com o SBT, a Libertadores teve finais com brasileiros. Em 2020, na pandemia, a decisão foi disputada entre Santos e Palmeiras, no Maracanã. Já no ano passado, a final foi realizada entre Palmeiras e Flamengo. Nas duas ocasiões o Alviverde saiu vencedor.

Streaming e PPV

Disney e Paramount conseguiram direitos de transmissão de ambas as competições na TV por assinatura para toda a América Latina. A Disney terá direito de transmitir exclusivamente a final da Libertadores e também exibirá a Recopa Sul-Americana.

Com isso, a segunda opção de partidas ficou com a Paramount. A empresa selecionará jogos exclusivos somente até a semifinal e poderá exibir a final em videoteipe (replay), se desejar.

Quando se fundiu com a Fox em maio de 2020, a Disney tinha como intuito focar no interesse pelos jogos da Libertadores. Em poucos meses, isso ficou nítido na plataforma, que assegurou mais três anos do torneio.

Desde 2014 ativa no serviço de streaming, essa é a primeira vez que a Paramount transmitirá a competição. O sucesso da Libertadores nos últimos anos e a relevância do torneio contribuíram para o interesse da empresa.