Espanha 2007: Massa joga Alonso para fora e vence a corrida

Na 4ª etapa da temporada 2007, Massa se impôs perante Alonso em sua casa e obtém vitória seguida no...

revistabaiacu - 13 de maio de 2022
Espanha 2007: Massa joga Alonso para fora e vence a corrida



A F1 em 2007 tinha sofrido algumas mudanças radicais. A primeira delas foi a saída de Michael Schumacher, o que deixou o caminho livre para Fernando Alonso ser considerado o grande favorito da temporada: o piloto que tinha deixado a Renault e ido para a McLaren naquele ano.

As duas grandes forças naquele campeonato seriam Ferrari e McLaren, que monopolizaram as vitórias. O GP da Espanha era a quarta etapa do campeonato e tivemos três vencedores diferentes nas provas anteriores: Kimi Raikkonen, Fernando Alonso e Felipe Massa. Lewis Hamilton, um novato, se mostrou muito forte também, tendo conquistado dois 2° lugares e um 3° lugar.

Isso fazia que Alonso, Raikkonen e Hamilton dividissem a liderança do campeonato com 22 pontos, enquanto Massa vinha com 17 pontos. Para o brasileiro, Espanha era uma questão de honra para se manter na briga pelo campeonato. Na qualificação, em uma disputa acirrada com Alonso, Massa conquistou a pole por apenas 0s030. Raikkonen e Hamilton vieram na sequência.

A largada em Barcelona pode ser bem ingrata para o pole position. A reta é muito grande até a primeira curva e isso faz com que o 2º lugar possa muitas vezes se beneficiar de largar do lado de dentro em relação à primeira curva. Mas Massa conseguiu largar muito bem, porém deu vácuo para Alonso. Entretanto, o brasileiro escolheu bem e foi para o lado de dentro. O espanhol da McLaren tentou atacar por fora e nenhum dos dois quis frear. Na freada da curva, Massa fechou o espaço e Alonso acabou indo para a brita.

Aquele momento decidiu a vitória na prova. Massa venceu com tranquilidade, obtendo duas vitórias seguidas. Alonso caiu para 4°, mas depois do abandono de Raikkonen foi para 3°. Porém, segundo o próprio, o carro sofreu danos por causa da saída e isso o fez perder desempenho.

“Minha chance de vitória desapareceu depois do incidente na primeira curva. Fiquei fora da linha ideal na largada e pude aproveitar o vácuo do Felipe (Massa), disputando a freada. Eu já tinha cerca de meio carro à frente, porém nos tocamos e tive que ir para a brita para evitar um acidente.Tivemos sorte por terminar a prova.

Como resultado, estava em 4º na segunda curva. Também tive que encarar um pouco de danos no meu carro, o que afetou o equílibrio para o resto da corrida. Ainda perdi mais tempo no meu segundo stint pois meus pneus não estavam funcionando direito. Mas acho que o resultado seria o mesmo se tivéssemos usado pneus macios.” 

Com isso, a corrida se mostrou monótona na frente, sem nenhuma ameaça a mudança de posições no pódio. Após o fim da prova, Hamilton assumiu a liderança do campeonato pela primeira vez, contra 28 de Alonso, 27 de Massa e 22 de Raikkonen.