Estádio onde Pelé marcou o 1º gol não existe mais e clube vive de aluguel de quadras de society

Estádio onde Pelé marcou o 1º gol não existe mais e clube vive de aluguel de quadras de society Confira!

Estádio onde Pelé marcou o 1º gol não existe mais e clube vive de aluguel de quadras de society

Rei do Futebol balançou as redes em 1956 em uma partida contra o Corinthians de Santo André, no ABC paulista

Estádio onde Pelé marcou o 1º gol não existe mais e clube vive de aluguel de quadras de society
Imagem: Reprodução | Divulgação



Em 7 de setembro de 1956 a história de Pelé e do Corinthians de Santo André se cruzaram. Em uma partida disputada entre Santos e a equipe do ABC Paulista, no então estádio Américo Guazzelli, o Rei do Futebol marcou o sexto gol na goleada do Alvinegro Praiano por 7 a 1. A história começa a ser escrita ali.

Após aquela partida, o jovem de 15 anos, então conhecido como Gasolina, virou Pelé, ganhou a titularidade no Santos, na seleção brasileira, conquistou o mundo com sua genialidade em campo e faleceu na última quinta-feira (29) por falência múltipla dos órgãos. Já o Corinthians de Santo André, que tem seu nome em homenagem ao time inglês de mesmo nome, não teve o mesmo estrelato.

Apesar de ter na sua história um passado de sucesso, tendo sucesso no período de futebol amador e ter registrado em sua história como o time que levou o primeiro gol de Pelé, o Corinthians de Santo André não passa por um momento bom. O local onde ficava o estádio Américo Guazzelli é o mesmo, mas está completamente alterado.

“O Estádio ficava aqui onde hoje é a sede do clube. Na época você entrava e tinha o campo de futebol de dimensões para a prática na época, com uma arquibancada para o público. O tempo passou e o estádio em si foi completamente mudado para que o clube conseguisse sobreviver. Vendemos 15% do nosso espaço recentemente, para quitar algumas dívidas do período da pandemia e o lugar do campo foi transformado nas quadras que são alugadas para as pessoas ou os sócios jogarem futebol”, comentou José Orlando de Moura, o Jarrão, presidente do clube.

O Estadão esteve no Coritnhians de Santo André, que foi a ‘vítima’ do primeiro gol do Rei Pelé. O @Paulo_Chacon_ conta essa história!

: Paulo Chacon pic.twitter.com/VhamScjFhs

Nos últimos anos uma feliz coincidência do futebol fez com que o passado e um possível futuro dos Meninos da Vila estivessem ligados pelo Corinthians de Santo André. Há alguns anos, o clube é a sede da unidade do ABC paulista da escolinha de futebol do Santos, que leva o nome de Meninos da Vila.

“A escolinha usa o nosso maior campo, que fica onde era a maior parte do lugar original onde o Pelé marcou o gol em 1956. Os meninos sabem que treinam onde o Rei do Futebol balançou as redes pela primeira vez na carreira e o engraçado é que nada foi planejado, pensado ou qualquer coisa do tipo. Simplesmente aconteceu de ser aqui no Corinthians de Santo André a unidade da cidade”, disse Jarrão.

A alternativa de sobrevivência nos últimos anos do clube do ABC paulista acabou se tornando um atrativo a mais para alguns. Com o Corinthians de Santo André passando a alugar suas quadras para que algumas pessoas pudessem jogar seu futebol, o fato do lugar ser onde o Rei do Futebol balançou as redes pela primeira vez saltou aos olhos.

“Eu sou nascido e criado aqui em Santo André. Amo futebol e sempre soube que o Pelé marcou o primeiro gol dele aqui no Corinthians da cidade. Alugamos o espaço para poder jogar futebol com os amigos tem mais ou menos um ano, um ano e meio e não tem como negar que traz uma alegria poder falar que se joga onde ele jogou, é o Rei. Posso dizer que fiz gol onde o Pelé também marcou. Agora vai ficar um vazio com o falecimento dele, mas a história não tem como apagar”, comentou Anderson Santos após uma partida em um dos campos no atual Corinthians de Santo André.

Apesar de comentar nas postagens no perfil do clube nas redes sociais, o time do ABC Paulista não informa em sua sede que ali é o local onde Pelé marcou seu primeiro gol como jogador de futebol. Questionado sobre a razão disso, o presidente do Corinthians de Santo André explicou de maneira direta.

“Sempre falamos disso, seja nas redes sociais ou aqui no dia a dia. Quando a gestão assumiu o clube existiam algumas questões mais urgentes para serem resolvidas. Depois tivemos a pandemia e agora estamos melhorando. Será feito sim algo nesse sentido, é uma forma de homenagear ainda mais o Rei do Futebol que teve sua trajetória de gols iniciada aqui”. finalizou Jarrão.

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!

Todos os Direitos Reservados
Developed By Old SchooL