Fábio Santos revela Vítor ‘apaixonado’ pela torcida do Corinthians e comenta rodízio: ‘Excelente’

Lateral do Timão também falou sobre as variações táticas usadas pelo treinador português

revistabaiacu - 13 de maio de 2022
Fábio Santos revela Vítor ‘apaixonado’ pela torcida do Corinthians e comenta rodízio: ‘Excelente’



Na manhã desta sexta-feira (13), Fábio Santos concedeu entrevista coletiva no CT Joaquim Grava. Um dos pontos abordados pelo lateral-esquerdo do Corinthians foi a forma como o treinador Vítor Pereira vem conhecendo e se relacionando com os torcedores corintianos.

Antes do duelo contra a Portuguesa-RJ, o técnico português inflamou os jogadores nos vestiários, lembrando as dificuldades que os torcedores passam para acompanhar o clube. Fábio contou que o lusitano está apaixonado pela Fiel.

– Estamos tão acostumados com isso, do torcedor corintiano, essa paixão de campo lotado. Às vezes, é bom alguém lembrar a gente, o sacrifício que o torcedor faz para estar no estádio. O horário do jogo, valor do ingresso, quantidade de jogos no mês. É bacana ele passar isso. Jogadores que já tem mais tempo de casa sabem dessa história, mas não são todos que sabem. É bacana esse relato dele, ele está totalmente apaixonado pelo torcedor. Torcedor corintiano é apaixonante. Só nós sabemos o quanto sofremos na pandemia, os números mostram isso. Quando voltou o torcedor ao estádio, os números são assustadores, fez muita falta. Foram momentos complicados – disse o camisa 26.

Outro ponto que vem chamando a atenção na passagem de Vítor Pereira pelo Timão é o rodízio implementado pelo treinador. Para Fábio, a rotatividade está fazendo bem para ele e o elenco.

– Acredito que sim. É difícil para a gente aceitar isso. Conforme o tempo vai passando, é natural que você sente mais o desgaste, a recuperação fica mais complicada. Consigo jogar três, quatro jogos. No meu quarto, quinto jogo seguido, começo a sentir bastante a recuperação, e o nível você não consegue manter. Esse rodízio está sendo excelente. Você consegue jogar em um nível muito alto. Acredito que meu nível melhorou bastante, tendo esse descanso, a rotatividade. Uma coisa que não estamos tão acostumados no futebol brasileiro. Entendemos a maneira que o Vítor gosta de trabalhar, e com resultado positivo, fica mais fácil para as pessoas entenderam, e a gente aceitar esse rodízio – ponderou.

Não apenas o rodízio, mas as variações táticas, mudando esquemas durante as partidas, tem chamado a atenção do torcedor e imprensa. O lateral-esquerdo explicou que o elenco demorou para se adaptar ao novos métodos da comissão de Vítor Pereira, mas a maneira como ele auxilia os atletas está ajudando no aprendizado.

– No começo, é natural estranhar um pouco. Assim como ele estava conhecendo a gente, nós estamos conhecendo o Vítor aos poucos. A equipe vem aceitando numa boa, para o crescimento de toda a equipe. Jogadores aumentando nível de atuação, leque de posições que podem jogar. A gente tem entendido muito fácil, a maneira como ele vende a proposta de jogo dele. Acredito que estamos no caminho certo, todos compraram a ideia, e tudo facilita com os resultados.

Fábio Santos também falou sobre ser utilizado como um terceiro zagueiro pela esquerda, função que já desempenhou no Atlético-MG, sob o comando de Sampaoli.

– Joguei contra o Fortaleza de terceiro zagueiro com o Sampaoli, mas treinava muito nessa função que ele gostava bastante. Existe essa possibilidade, o Vítor é um cara que gosta de utilizar outros esquemas, até durante a própria partida mesmo, ele mexe bastante, com linha de quatro, linha de cinco, saída com linha de três. Me senti bem. A teoria em si em tenho as posições, porque a experiência me deu todas as posições. Só o treino, o jogo, vai te dando a condição de dizer se consigo ou não jogar. Já estou acostumado a fazer essa função, até mesmo de lateral-esquerdo, por dar mais liberdade ao lateral-direito. Quando subi no São Paulo com o Cuca, em 2004, jogava como terceiro zagueiro. Posição que não é novidade – concluiu o lateral.

Ainda nesta sexta-feira, a delegação corintiana viaja para Porto Alegre, tendo em vista que sábado (14), às 19h, o Timão enfrenta o Internacional pela sexta rodada do Brasileirão.

Três dias depois, o Corinthians vai até Buenos Aires, onde encara o Boca Juniors na Bombonera, às 21h30 ( Brasília), pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores.