Festival de Hong Kong suspende exibição de 2 filmes sob lei de censura

Dois filmes foram retirados de um festival internacional de cinema em Hong Kong depois de não ...

revistabaiacu - 22 de junho de 2022




Dois filmes foram retirados de um festival internacional de cinema em Hong Kong depois de não obterem aprovação das autoridades, no que um diretor disse refletir o aumento da censura devido a uma nova lei que entrou em vigor no ano passado.

O Festival Internacional de Curtas-Metragens Fresh Wave informou em um comunicado na terça-feira que um filme taiwanês, “Islander”, não conseguiu um certificado de aprovação da autoridade de censura cinematográfica da cidade e não seria exibido.

O festival, que começou em 17 de junho e dura um mês, havia dito anteriormente que um filme de Hong Kong seria retirado.

O escritório de administração de filmes, jornais e artigos de Hong Kong afirmou em um email à Reuters que “não comentaria a aplicação ou o resultado de filmes individuais”.

Hong Kong aprovou uma lei de censura no ano passado para vetar filmes que “endossem, apoiem, glorifiquem, incentivem e incitem atividades que possam colocar em risco a segurança nacional”.

“Islander” conta a história de um homem que vai visitar seu único filho, um prisioneiro político acusado de secessão e subversão durante a era autoritária de Taiwan antes de se tornar uma democracia plena.

O diretor taiwanês do filme, Wu Zi-en, criticou a decisão de não permitir sua exibição.

“Acho que, não importa como a autoridade de censura de filme responda depois, é apenas uma mentira se eles disseram que não está relacionado ao conteúdo”, disse Wu.

Um filme de Hong Kong, “Time, and Time again”, sobre um detetive assombrado pelo caso de uma garota desaparecida, também não conseguiu obter luz verde dos censores de filmes, disse o diretor do filme.

O nome da menina desaparecida no filme, Christy, é o mesmo de uma menina que desapareceu durante os protestos pró-democracia em 2019 e mais tarde foi encontrada morta no mar. Os nomes são ligeiramente diferentes em chinês.

“Ninguém sabe se está relacionado ao nome Christy”, afirmou o diretor Asgard Wong à Reuters por telefone da Alemanha, referindo-se ao fracasso em obter aprovação. “É apenas o palpite de todos.”