Galaxy S22 x Zenfone 9 | Qual é o melhor celular compacto?

Galaxy S22 x Zenfone 9 | Qual é o melhor celular compacto? Confira!

Galaxy S22 x Zenfone 9 | Qual é o melhor celular compacto?

O Zenfone 9 chegou com a promessa de ser o melhor celular compacto do mercado, mas o Galaxy S22 ainda tem o conjunto mais equilibrado

Galaxy S22 x Zenfone 9 | Qual é o melhor celular compacto?
Imagem: Reprodução | Divulgação



O Asus Zenfone 9 me agradou bastante em muitos aspectos, mas não o considerei o melhor celular compacto de 2022. O título, na minha opinião, foi para o Samsung Galaxy S22, lançado no começo do ano, por conta do conjunto mais equilibrado e condizente à categoria premium.

Mas, afinal, em quais aspectos o celular da Samsung leva vantagem sobre o da ASUS? Coloquei os dois smartphones compactos lado a lado para destacar os pontos positivos e negativos de cada um, e você confere o resultado nos próximos parágrafos.

O Zenfone 9 tem a menor tela entre os topos de linha de 2022, mas é interessante mencionar que não é ele que tem a menor estrutura quando comparado com o Galaxy S22.

A Samsung fez um trabalho excelente na construção do S22 ao adicionar uma tela de 6,1 polegadas em um corpo menor, mais leve e bem menos espesso que o do Zenfone 9, que tem 5,9″. Lado a lado, é evidente o maior aproveitamento da área frontal do S22, apresentando bordas bem finas.

Na mão, os dois ganham pontos por serem de fato pequenos, algo incomum atualmente. A pegada do Zenfone 9 é mais robusta devido aos 9,1 mm de espessura, enquanto o celular da Samsung é mais minimalista.

A escolha dos materiais, no entanto, é um aspecto no qual o Zenfone 9 perde ponto, na minha opinião. Tudo bem, ele é resistente a água e poeira (IP68), mas a tampa traseira de plástico texturizado definitivamente não condiz com a categoria do aparelho.

O Galaxy S22, por outro lado, aprendeu com os erros do S21 e voltou com o vidro na tampa traseira, revestido pelo Gorilla Glass Victus+, atualmente a tecnologia mais resistente do segmento.

Muitas pessoas não devem ligar se o celular for feito de vidro ou plástico, até porque acabam colocando uma capa, mas acho importante mencionar esse detalhe. Isso acaba sendo uma frente em que a marca economizou de certa forma.

Com relação ao visual, não entrarei em muitos detalhes porque é muito mais subjetivo que técnico. Se vocês quiserem saber minha opinião, acho o modelo da Samsung mais bonito que o da ASUS, mas não desgosto do caminho que a marca taiwanesa seguiu na nona geração da linha.

Em tela, eu poderia dizer que há um empate técnico pelos dois trazerem painéis AMOLED, 120 Hz de taxa de atualização e recursos de exibição presentes em praticamente todos os celulares premium. Mas, há algumas diferenças entre eles que fazem a diferença no uso diário.

A primeira, e que mais senti no dia a dia, foi o brilho máximo. No modo HDR, a tela do ASUS Zenfone 9 alcança 1.100 nits, contra 1.300 nits do S22. A diferença fica evidente em ambientes externos, nos quais o celular da Samsung exibe o conteúdo da tela com mais facilidade.

Outro detalhe, este mais visual que técnico, é o aro prateado ao redor câmera frontal do celular da ASUS, uma solução mais simples para o espaço que muitos smartphones mais básicos utilizam, como o Galaxy S20 FE, de 2020. A linha S22, por outro lado, tem a região quase imperceptível por uma cobertura escura.

Se, em tela, o S22 se sobressai em relação ao Zenfone 9, no som é o oposto. A ASUS, em parceria com a Dirac, fizeram um trabalho excelente nos dois alto-falantes do aparelho, e o resultado foi um dos melhores que já usei. Diferentemente do som da Samsung, há graves muito presentes e uma limpeza incrível nas vozes.

Se você gosta de potência acima de tudo, o Zenfone 9 é uma das melhores opções no sistema operacional Android aqui no Brasil. Ele é mais veloz e mais eficiente que o S22, e a combinação 16 GB de RAM e 512 GB de memória interna sobra em qualquer tipo de conteúdo.

O celular da Samsung também tem um excelente desempenho para qualquer app da Play Store, mas ele esquenta bastante em jogos, influenciando negativamente na duração da bateria.

Embora o celular da ASUS seja extremamente poderoso, não senti que ele aproveita tudo o que as configurações robustas têm a oferecer. Ele não tem nenhum recurso de software exclusivo — como o Samsung DeX do S22 — ou modos de câmera mais elaborados —, por exemplo, a possibilidade de gravar com todas as câmeras simultaneamente.

Além disso, a interface OneUI da Samsung dá um banho na ZenUI em identidade visual e recursos. Não é a mais fluida devido à quantidade de ferramentas, mas funciona muito bem nos smartphones premium da marca.

O Galaxy S22 e o Zenfone 9 são ótimos smartphones para fotos. Ambos têm pós-processamento de imagem pouco agressivo, HDR assertivo na maioria das vezes, poucas distorções na lente ultrawide e boa qualidade no sensor frontal.

Nos meus testes, achei o desfoque de fundo do Zenfone 9 menos profissional que o do S22 em alguns cliques, enquanto o celular da Samsung por vezes superexpôs o cenário no modo retrato. São detalhes que podem ser ajustados em eventuais atualizações, nada muito grave.

Entretanto, o Galaxy S22 leva vantagem por trazer uma câmera a mais, com lente telefoto, o que agrega mais valor a ele. A solução do Zenfone 9 para compensar a falta desse sensor é fazer um recorte dos 50 MP da câmera principal. É simples, mas dá para fazer bons retratos.

Em vídeos, o celular da ASUS se destaca pela excelente estabilização — uma pena a resolução máxima ser apenas Full HD em vez de 4K. Mas o S22 também manda muito bem na estabilidade dos vídeos, entregando 4K/60 fps com competência.

Ainda na parte dos vídeos, o S22 grava em até 4K/60 fps também com a câmera frontal, enquanto o rival oferece apenas 30 quadros por segundo.

Com um chipset mais eficiente e bateria de 4.300 mAh, o Zenfone 9 tem uma autonomia de bateria bem superior a do Galaxy S22.

No nosso teste padrão de streaming, o Zenfone 9 consumiu apenas 16% em três horas de reprodução na Netflix, contra 32% do S22. Essa diferença se refletiu no uso diário: enquanto o celular da ASUS durou quase dois dias de uso moderado, o da Samsung mal aguentou um dia completo.

No carregamento, praticamente os dois têm a mesma velocidade, saindo de 0% a 100% em cerca de uma hora e 15 minutos.

Um diferencial do Galaxy S22 é o recurso wireless powershare, que permite recarregar outros dispositivos utilizando suas própria carga. O Zenfone 9, por outro lado, sequer tem carregamento sem fio.

O Galaxy S22 ganha em construção, qualidade da tela, quantidade de recursos de software e modos de câmera, isso sem falar na presença de uma câmera telefoto extra.

Já o Zenfone 9 leva vantagem no desempenho bruto —pois o Snapdragon 8+ Gen 1 com 16 GB de RAM é extremamente poderoso —, na estabilização dos vídeos, na autonomia de bateria e na presença do conector de 3,5 mm para fones de ouvido, algo cada vez mais raro no segmento.

Com os dois aparelhos praticamente na mesma faixa de preço, na faixa dos R$ 4.000, o que vale é considerar suas prioridades. Prefere um design diferenciado, desempenho impecável e bateria de longa duração? Então o Zenfone 9 deve ser a sua escolha.

Por outro lado, se quiser visual elegante, câmera telefoto, tela mais brilhante e recursos mais divertidos, o Galaxy S22 certamente é a opção certa.

Trending no Canaltech:

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!

Todos os Direitos Reservados
Developed By Old SchooL