Gasly admite surpresa com falta de ritmo da AlphaTauri no Canadá: “Tentando entender”

Pierre Gasly não conseguiu repetir no Canadá o ótimo desempenho da etapa anterior, em Baku, e terminou a corrida...

revistabaiacu - 22 de junho de 2022
Gasly admite surpresa com falta de ritmo da AlphaTauri no Canadá: “Tentando entender”



Pierre Gasly foi para o Canadá embalado pelo ótimo quinto lugar no GP do Azerbaijão, mas o piloto enfrentou uma série de problemas e contratempos com a AlphaTauri e não conseguiu ir além do 14º na corrida em Montreal. E o que mais intrigou o francês foi a falta de ritmo da AT03.

Após a corrida, Gasly explicou que teve problemas com o safety-car virtual, mas simplesmente não conseguiu recuperar na pista a desvantagem. “Pensamos em arriscar algo diferente”, disse o piloto sobre a parada antecipada para aproveitar a intervenção sob bandeira amarela na nona volta.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Pierre Gasly na classificação para o GP do Canadá. Francês parou no Q1 (Foto: AlphaTauri)

“Tivemos um pouco de azar com o safety-car virtual, que saiu cinco voltas depois. Há prós e contras de todas as formas, e todas não funcionaram a nosso favor”, lamentou o piloto, que vai defender a base em Faenza por mais uma temporada.

Gasly continuou sua análise pós-corrida, afirmando que a equipe precisa investigar o que não deu certo para justificar a falta de competitividade em Montreal. “O principal problema, porém, é que não tivemos vantagem de ritmo em comparação com os outros, e é isso que precisamos entender.”

“Não sei se é específico da pista, se é uma determinada configuração para algumas pistas, mas precisamos que isso seja analisado”, concluiu Gasly, enfatizando que “no momento, não sei por que, mas não éramos competitivos no Canadá”.

Schumacher exalta classificação no Canadá e diz: “Prova que estou na F1 por alguma razão”

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.