GPT-4 criou uma versão de Pong em 60 segundos

GPT-4 criou uma versão de Pong em 60 segundos Confira!

GPT-4 criou uma versão de Pong em 60 segundos

A tecnologia GPT-4, sucessora do ChatGPT, consegue desenvolver alguns jogos rudimentares, como Pong, Asteroids e Breakout, a partir de comandos simples

GPT-4 criou uma versão de Pong em 60 segundos
Imagem: Reprodução | Divulgação



A tecnologia GPT-4 conseguiu criar uma versão funcional do game Pong em apenas 60 segundos. A IA sucessora do ChatGPT foi capaz de programar apenas como um comando básico: “crie um jogo estilo Pong”.

Após dar a diretriz, o chatbot exibiu rapidamente comandos em HTML e em JavaScript com um código capaz de gerar o game. Aparentemente, o único erro foi a ausência do placar, mas o restante estava lá para quem quisesse brincar.

I don’t care that it’s not AGI, GPT-4 is an incredible and transformative technology.

I recreated the game of Pong in under 60 seconds.

It was my first try.

Things will never be the same. #gpt4 pic.twitter.com/8YMUK0UQmd

— Pietro Schirano (@skirano) March 14, 2023

A descoberta foi feita pelo líder de design da empresa financeira Brex, Pietro Schirano, que compartilhou as imagens em seu perfil no Twitter. Ele também afirmou que conseguiu gerar uma versão funcional dos games Breakout e Asteroids, embora ambos tenham algumas falhas a mais que Pong.

No mesmo post, outros usuários começaram a brincar com a IA para desenvolver títulos do passado. Um usuário disse ter recriado Snake, o famoso jogo da cobrinha, e o quebra-cabeça Connect 4 — conhecido como Lig 4 no Brasil.

Here we go, also first try, with scores as well! ? pic.twitter.com/6wRt6i2Him

— Pietro Schirano (@skirano) March 14, 2023

É claro que o clássico game de rebater bolinha não é nenhuma obra-prima complexa da programação, mas a descoberta reflete o poder de conhecimento da IA. Possivelmente, outros títulos clássicos poderiam ser recriados pela tecnologia se houver o devido treinamento do modelo.

O GPT-4 é o mais recente modelo linguagem conversacional da OpenAI, criadora do famoso ChatGPT, lançado na terça-feira (14). É um Large Language Model (LLM) treinado em dados que gera respostas naturais e consegue executar tarefas como compor músicas, revisar textos, criar roteiros e até descrever imagens.

A versão antiga conseguia criar alguns códigos básicos e automações, mas não se tem notícia do desenvolvimento de um game completo. As possibilidades abertas com isso são imensas, inclusive para quem é pouco familiarizado com programação.

Atualmente, o GPT-4 está disponível apenas para assinantes do ChatGPT Plus. Por outro lado, a tecnologia já é usada no serviço Bing Chat, no Duolingo — para auxiliar no aprendizado de idiomas — e no Be My Eyes — para ajudar pessoas com deficiência visual. Outras empresas também podem contratar o acesso à API para integrar o chatbot a aplicativos ou serviços da internet.

Se a IA conseguir produzir games funcionais e inéditos, é provável que questões sobre Direitos Autorais norteiem o debate nos próximos meses. É improvável que a tecnologia desenvolva jogos exclusivos para cada usuário, então podem surgir várias reclamações de plágio. Parece que os problemas da OpenAI só estão começando.

Trending no Canaltech:

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!

Todos os Direitos Reservados
Developed By Old SchooL