Itália tem aumento de casos de violência sexual em 2022

Itália tem aumento de casos de violência sexual em 2022 Confira!

Itália tem aumento de casos de violência sexual em 2022

A Itália registrou um aumento dos casos de violência sexual de 15,7% nos primeiros 10 meses de ...

Itália tem aumento de casos de violência sexual em 2022
Imagem: Reprodução | Divulgação



A Itália registrou um aumento dos casos de violência sexual de 15,7% nos primeiros 10 meses de 2022 em comparação com o mesmo período do ano passado. Os dados fazem parte do balanço final da Direção Central da Polícia Judiciária divulgado nesta sexta-feira (30).

    Os números revelam, por outro lado, que stalking ou atos de perseguição diminuíram 10,3%, enquanto que os abusos na família também tiveram queda de 3,9%.

    Analisando os 10 primeiros meses do ano, em 2022 houve um aumento de cerca de 20% nos furtos em relação a 2021 (precisamente 19,7%). No mesmo período de referência, os roubos cresceram 18,2%, índice que constitui uma média entre as diversas formas, – o crime deste tipo cometido em via pública subiu 20,7%.

    No relatório, a polícia italiana especifica que os dados sobre furtos são, em todo caso, inferiores aos do período pré-pandêmico: foram 887.905 nos primeiros 10 meses de 2019, 782.391 no mesmo período de 2022 e 653.889 de janeiro a outubro de 2021.

    Comparando os dez primeiros meses do ano de 2019 (portanto no período pré-pandemia) com os de 2022, verifica-se um aumento de 14,3% de menores denunciados e detidos, com picos envolvendo determinados tipos de crimes, como atentados +53,8% e homicídios dolosos +35,3%.

    Em 2022, foram registrados 309 homicídios, com 122 mulheres vítimas, das quais 100 foram mortas na esfera familiar ou afetiva. Destas, 59 foram vítimas dos companheiros ou ex-parceiros.

    O aumento dos homicídios em relação ao ano anterior, assim como do número de vítimas do sexo feminino, é de 3%. Por outro lado, registou-se uma queda dos crimes cometidos na esfera familiar ou afetiva, que passaram de 146 para 137 (-6%).

    Em comparação com o mesmo período de 2021, tanto o número de homicídios cometidos por parceiros ou ex-companheiros diminuiu, de 77 para 65 (-16%), como as vítimas relacionadas do sexo feminino diminuíram de 69 para 59 (-14%). .

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!

Todos os Direitos Reservados
Developed By Old SchooL