Jô fala sobre acusação de racismo cometido por Rafael Ramos em Internacional x Corinthians

Atacante disse que lateral afirmou que não xingou Edenílson de macaco

revistabaiacu - 14 de maio de 2022
Jô fala sobre acusação de racismo cometido por Rafael Ramos em Internacional x Corinthians



O empate em 2 a 2 entre Internacional e Corinthians, válido pela sexta rodada do Brasileirão, ficou marcado por uma polêmica delicada. Edenílson, volante do Colorado, acusou o lateral português Rafael Ramos, do Timão, de chamá-lo de macaco. Jô, na saída do gramado, afirmou que seu companheiro de time garantiu que não falou tal absurdo.

VEJA O MOMENTO EM QUE O CASO ACONTECEU:

– Rafa (Ramos) falou que não disse. Tem palavras em português (de Portugal) que são diferentes, também não sei pronunciar – revelou o camisa 77 do Corinthians.

Perguntado sobre qual seria a palavra, Jô disse que não sabe o que foi dito exatamente. Segundo ele, no momento, todos os jogadores ficaram confusos.

– Parecia (com a palavra macaco), mas a gente não tem certeza. A gente também não pode acusar alguém se a gente não tem a certeza.

O centroavante entrou na segunda etapa do jogo no Beira-Rio, quando o Internacional vencia por 2 a 1. Ele teve papel fundamental na melhora do Corinthians, pois deu mais opções ao ataque do time, teve presença de área e marcou o gol de empate após bom passe de Mantuan.

Para Jô, o resultado final da partida foi ‘importantíssimo’. Ele também ressaltou a força do Corinthians para buscar o empate, dada a dificuldade de jogar fora de casa no Campeonato Brasileiro.

– Jogar aqui é bem complicado. Já joguei aqui, sei como é que é. A gente, com determinação, saímos atrás no placar e conseguimos empatar. Tomamos (mais) um gol e conseguimos o empate. Dentro do Campeonato Brasileiro, não perder fora de casa já é uma grande vantagem.

O Corinthians voltará a jogar na próxima terça-feira (17), contra o Boca Juniors, na Bombonera, na Argentina, pela fase de grupos da Libertadores. No Brasileirão, o Timão enfrentará o São Paulo no próximo domingo (22).