Live em tom de despedida de Bolsonaro atrai mais menções negativas nas redes sociais

Live em tom de despedida de Bolsonaro atrai mais menções negativas nas redes sociais Confira!

Live em tom de despedida de Bolsonaro atrai mais menções negativas nas redes sociais

Levantamento feito pela Torabit indica prevalência de percepções negativas com relação ao presidente

Live em tom de despedida de Bolsonaro atrai mais menções negativas nas redes sociais
Imagem: Reprodução | Divulgação



A live desta sexta-feira, 30, em tom de despedida do presidente Jair Bolsonaro (PL) apresentou mais menções negativas (42,4%) do que positivas (30,1%) nas redes sociais. É o que mostra levantamento feito pela Torabit a pedido do Estadão. As menções neutras atingiram 27,5% do total. Os dados foram coletados pela plataforma de monitoramento digital entre às 10h e 15h de hoje e alcançou mais de 185 mil menções nas redes.

Ainda de acordo com o levantamento, quando são analisadas as menções negativas, os principais termos usados fora, ‘acabou’, ‘fim’, ‘golpe’ e ‘EUA’. A prevalência do país norte-americano não é coincidência, já que este foi o destino escolhido por Bolsonaro, que deixou o País às vésperas da posse de Lula, candidato petista que o derrotou no segundo turno das eleições deste ano.

Quando estudadas as menções positivas, a conclusão da Torabit é de que elas foram majoritariamente de apoiadores do ainda presidente. Este sentimento já havia sido observado pela reportagem do Estadão ao analisar posts individualmente nas redes sociais.

“Acompanhando as pesquisas de reprovação do governo, no penúltimo dia de Bolsonaro como presidente, o monitoramento das redes sociais mostra que a maioria dos brasileiros expressa sentimento negativo sobre sua figura, seja na última live ou seja sobre seu destino de viagem”, analisou Stephanie Jorge, cofundadora da Torabit.

Por fim, o estudo mostra que São Paulo e Rio de Janeiro foram os Estados com mais menções a respeito da live de Bolsonaro. Os paulistas a mencionaram 27,5% do total e os fluminenses, 19%. Na sequência aparece Minas Gerais (8,2%) e Distrito Federal e Paraná, com 5% cada Estado. Mais homens do que mulheres foram às redes, perfazendo 56% do total.

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!

Todos os Direitos Reservados
Developed By Old SchooL