Mano Menezes vê denúncia de Edenílson “tão séria quanto” suposta fala de Rafael Ramos

Neste sábado, um suposto caso de racismo marcou o empate entre Internacional e Corinthians, pelo ...

revistabaiacu - 14 de maio de 2022




Neste sábado, um suposto caso de racismo marcou o empate entre Internacional e Corinthians, pelo Brasileirão. Segundo o meia Edenílson, do Colorado, o lateral corinthiano Rafael Ramos o chamou de macaco durante uma dividida. Após o jogo, o treinador do Inter, Mano Menezes, deu mais detalhes sobre o episódio nos bastidores.

“O atleta confirmou que ouviu.  A gente respeita muito a opinião e atitude dele (Edenílson) em relação ao fato. É de responsabilidade dele, porque foi algo que aconteceu dentro do jogo, o jogo parou para que o assunto fosse relatado. A gente lá do lado de fora não sabia o porquê que estavam parando o jogo naquele momento, só viemos a saber um pouco mais tarde”, contou o técnico.

Mano Menezes comparou, também, a gravidade da denúncia feita por Edenílson com a suposta fala de Rafael Ramos.

“Cabe ao Edenílson dar continuidade a essa atitude dele, porque é uma atitude, também, bastante séria. Tão sério quanto o falar é você dizer que alguém falou sobre você. Então, vamos esperar que as coisas tomem o rumo que devem tomar”, disse.

Questionado sobre o andamento do jogo após o episódio, que ocorroeu aos 31 minutos do segundo tempo, Mano preferiu não bater o martelo sobre nada.

“Quando acontece um fato grave, sempre muda o andar normal das coisas. Então, também não podemos fazer suposições. Não serei eu o irresponsável a ponto de ficar fazendo suposições. O assunto, para mim é tão sério que não cabe suposições”, comentou o treinador que afirmou, ainda, não ter participado das conversas entre Rafael Ramos e Edenílson no vestiário.