Maxi Rolón, ex-Santos, morre em acidente de carro na Argentina

Meia-atacante, revelado pela equipe B do Barcelona, choca automóvel contra uma árvore em uma estrada nas redondezas dos municípios...

revistabaiacu - 14 de maio de 2022




O meia-atacante argentino Maxi Rolón, de 27 anos, morreu neste sábado após sofrer um acidente de carro em uma estrada nas redondezas dos municípios de Casilda e Pujato, na Argentina. O atleta, que foi revelado pela equipe B do Barcelona, da Espanha, teve uma passagem pelo Santos, em 2016, sendo campeão Paulista com a equipe.

De acordo com informações divulgadas pela imprensa argentina, o carro do meia-atacante se chocou com uma árvore de grande porte por volta das 8h00. Além de Maxi, o também jogador de futebol, Ariel Rolón, irmão de Maxi, morreu no acidente.

O atleta iniciou a carreira em clubes menores da Argentina e chegou ao Barcelona, da Espanha, em 2010. Em seu período no clube, Maxi atuou nas categorias de base e chegou a jogar no time B da equipe, até deixar o clube em 2016. Em suas redes sociais, o clube lamentou o falecimento do atleta.”Estamos consternados com a morte de Maxi Rolón (1995), jogador de futebol juvenil do FC Barcelona de 2010 a 2016. Expressamos nossas mais profundas condolências e enviamos total apoio à sua família. Descanse em paz.”, afirmou a nota.

??Consternados por la muerte de Maxi Rolón (1995), jugador del fútbol base del FC Barcelona entre 2010 y 2016. Expresamos nuestro más sentido pésame y todo el apoyo a su familia. Descanse en Paz pic.twitter.com/PZUEixkvoL

Ainda em 2016, se transferiu para o Santos, onde disputou apenas cinco partidas sob o comando de Dorival Júnior. Em suas redes sociais, a equipe paulista também prestou homanagem ao atleta.

O Santos Futebol Clube lamenta profundamente o falecimento de Maxi Rolón, jogador argentino que defendeu o Manto Sagrado em 2016.

Nossos sentimentos a todos os seus familiares e amigos. Descanse em paz, Maxi! pic.twitter.com/vkL8WnARHR

Campeão Sul-Americano Sub-20 com a Argentina, em 2015, Maxi Rolón defendeu as cores do Lugo (Espanha), Arsenal de Sarandí (Argentina), Coquimbo Unido (Chile), Pubilla Casas (Espanha), Fuerza Amarilla (Equador) e Al-Diwaniya (Iraque). Atualmente, atuava pelo Clube Atlético Mitre, da Argentina, clube que disputa a Liga Casildense no país, uma divisão regional do futebol. O campeonato confirmou que suspendeu a rodada marcada para este domingo em homenagem póstuma ao atleta.