McLaren anuncia patrocínio de cidade futurista da Arábia Saudita na Fórmula E

A NEOM, cidade futurista a ser construída na Arábia Saudita em parte do processo 'Vision 2030' programado pelo príncipe...

revistabaiacu - 28 de junho de 2022
McLaren anuncia patrocínio de cidade futurista da Arábia Saudita na Fórmula E



COMO FUNCIONAM OS TESTES DO NOVO CARRO GEN3 DA FÓRMULA E?

Junto com a divulgação dos carros que vão representar a equipe nas disputas da Fórmula E e do Extreme E no ano que vem, a McLaren anunciou uma importante parceria para sua divisão elétrica de automobilismo. Em parceria com a NEOM — cidade futurística com planejamento de construção no nordeste da Arábia Saudita —, o time inglês anunciou a criação da NEOM McLaren Electric Racing.

A intenção é criar uma divisão que engloba os dois ramos da participação da McLaren nas categorias elétricas, tanto a Fórmula E quanto o Extreme E. De acordo com o comunicado da equipe, “isso representa uma nova era para a McLaren no empreendimento da equipe no automobilismo elétrico”.

Com o acordo, a McLaren vai passar a ser uma das parceiras de fundação da OXAGON, cidade flutuante que ficará no Mar Vermelho e fará parte da cidade NEOM. Os planos ambiciosos do príncipe da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, incluem transformar a OXAGON em um verdadeiro centro de manufatura, com um porto completamente automatizado, um complexo industrial moderno e o “primeiro centro de logística integrada do mundo”.

Projeção de parte do território árabe no qual ficará situada a cidade NEOM (Foto: Divulgação/NEOM)

A relação entre as partes ainda inclui o uso do Acelerador da McLaren, um programa analítico que estuda possibilidades e as antecipa para que a equipe consiga resolver possíveis problemas. No anúncio da parceria, o time indica que o equipamento vai ajudar no desenvolvimento da ‘Indústria 4.0″, pontuada pelo CEO da NEOM, Nadhmi Al-Nasr, como a “Quarta Revolução Industrial”.

“Estamos satisfeitos por dar as boas-vindas da família McLaren à NEOM”, celebrou Zak Brown, CEO do time inglês. “Essa é uma maneira incrível de dar o pontapé inicial de nossa entrada na Fórmula E e unificar nossas categorias elétricas de corrida. Estamos animados em apresentar a NEOM McLaren Electric Racing e por trabalhar com a NEOM em fomentar o talento e a inovação”, disse.

“Trabalhar com o os avanços de inovação da OXAGON e o ecossistema de indústrias limpas vai nos permitir trazer grandes contribuições por meio de nosso programa do Acelerador”, comentou Brown. “Ele existe para dinamizar dados de performance e traduzi-los para a cultura e o pensamento de nossos parceiros”, finalizou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

A OXAGON, cidade flutuante no Mar Vermelho, será construída dentro da NEOM (Foto: Divulgação/NEOM)

Com isso, o nome completo da equipe na categoria vai incluir a nova parceira: NEOM McLaren Formula E Team. Em conjunto com a MCLaren MX Extreme E — rebatizado para NEOM McLaren Extreme E, forma-se a nova NEOM McLaren Electric Racing, divisão completa de automobilismo elétrico da empresa.

“Nossa parceria com a McLaren complementa o compromisso da NEOM em criar soluções sustentáveis para atacar alguns dos desafios mais urgentes da sociedade”, explicou Al-Nasr, CEO da NEOM. “A parceria vai nos permitir dividir nossos recursos de forma coletiva e experimentar resultados animadores, não apenas para nossas organizações, mas também para a indústria automotiva”, salientou.

Saiba mais sobre a NEOM:

A cidade gigante NEOM faz parte do projeto ‘Vision 2030’ do príncipe árabe, que visa criar um ambiente futurista totalmente pautado pela sustentabilidade e com a tecnologia mais avançada disponível para a humanidade. E, para isso, a cidade já recebeu mais de US$ 500 bilhões [aproximadamente R$ 2,6 trilhões] em investimentos para sua construção.

Os planos extremamente ambiciosos para a cidade incluem a produção de energia sustentável por meio de painéis solares e moinhos de vento, além de um transporte subterrâneo eficiente, ilhas conectadas à cidade principal e até mesmo uma lua artificial. A ideia é tornar o local — atualmente desértico — em algo inovador e totalmente seguro, com acessos personalizados por meio de reconhecimento facial e vizinhanças comunitárias.

O carro da McLaren na Fórmula E vai trazer a marca da NIO (Foto: McLaren)