McLaren tem acordo com Piastri e avisa Ricciardo sobre saída no fim de 2022

De acordo com o site holandês RacingNews365.com, Oscar Piastri vai correr pela McLaren em 2023, no lugar de Daniel...

revistabaiacu - 5 de agosto de 2022
McLaren tem acordo com Piastri e avisa Ricciardo sobre saída no fim de 2022



A reação de Oscar Piastri, quase que imediatamente negando a promoção ao posto de titular da Alpine na Fórmula 1 em 2023, não era por acaso: o site holandês RacingNews365.com divulgou nesta sexta-feira (5) que o australiano vai correr pela McLaren no próximo ano, no lugar de Daniel Ricciardo.

Após Fernando Alonso anunciar ao mundo — e, consequentemente, à Alpine — que seria o substituto de Sebastian Vettel na Aston Martin no próximo ano, tudo indicava que Piastri, então reserva na base em Enstone, seria o escolhido natural para ser o companheiro de equipe de Esteban Ocon. Mas o caminho que parecia natural acabou se tornando a opção mais improvável.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Isso porque, depois de a Alpine anunciar vias redes sociais que Piastri seria um de seus pilotos em 2023, a ausência de aspas do jovem de 21 anos no comunicado causou muita estranheza. O horário escolhido para a divulgação do acordo, também (madrugada na Austrália). Duas horas depois, a bomba: Piastri usou sua conta no Twitter para desmentir a negociação. “Entendo que, sem o meu consentimento, a Alpine F1 divulgou um release para a imprensa dizendo que vou correr com eles no próximo ano. Está errado, eu não assinei contrato com a Alpine para 2023. Não vou correr pela Alpine no próximo ano.”

A partir daí, inúmeras especulações surgiram, mas uma ganhou corpo: um provável acordo já firmado entre Piastri e a McLaren antes da ida de Alonso para a Aston Martin. E, de acordo com o RacingNews365.com, fontes ligadas ao piloto confirmaram que ele vai defender o time de Woking em 2023.

Ainda segundo a publicação, o Conselho de Reconhecimento de Contratos da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) já validou o acordo de Piastri com a McLaren. A questão envolve o prazo do acordo firmado de início com a Alpine: o piloto tinha em seu contrato uma opção que dava à equipe francesa um prazo para decidir sobre os serviços de Piastri para 2023. A cláusula, porém, não foi cumprida dentro dos 30 dias necessários para a assinatura de Oscar com a Alpine.

Automaticamente, Piastri ficou livre para negociar com outras equipes, e Mark Webber deu início ao trâmite com a McLaren, publicamente insatisfeita com a falta de resultados de Ricciardo na F1 e fechando acordos a torto e a direito com pilotos para fazerem parte do seu grupo. A intenção da Alpine, na verdade, era manter Piastri de alguma forma em seu time, fosse por meio de um empréstimo com a Williams. O que a equipe francesa não esperava era que Alonso fosse deixá-la sob a promessa de um contrato de maior duração na Aston Martin — que era o principal objetivo do bicampeão para seguir na F1.

Quanto à Ricciardo, o destino do australiano pode ser o inverso de Piastri: a vaga de Alonso na Alpine, e a revista inglesa Autosport afirmou que a McLaren já negocia o pagamento da multa rescisória para desligar o veterano da base em Woking ao final da temporada 2022.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.