McLaren torce por projeto de Andretti na F1: “Espero que não esteja morto”

Zak Brown, chefe da McLaren, revelou que a entrada da Andretti na Fórmula 1 segue encontrando muita resistência das...

revistabaiacu - 23 de junho de 2022
McLaren torce por projeto de Andretti na F1: “Espero que não esteja morto”



FÓRMULA 1 2022: VERSTAPPEN VENCE NO CANADÁ. BI VEM QUANDO? | Paddock GP #292

A Andretti esteve muito próxima de entrar na Fórmula 1 no final da temporada de 2021. A equipe possuía um acordo para assumir a Alfa Romeo neste ano, mas divergências nos detalhes finais acabaram com a negociação. Ainda assim, a equipe de Michael Andretti segue interessada em entrar na categoria em 2024, e recebeu apoio de outros times, como a McLaren e a Alpine.

Por outro lado, algumas equipes da Fórmula 1 relutaram com a ideia de um 11 time na categoria por conta da divisão de receitas. Zak Brown, um dos maiores apoiadores da Andretti, comentou a situação da equipe americana, e torce para que o projeto siga vivo: “Eu espero que não esteja morto. Não acho que esteja. Mas certamente está encontrando muita resistência”, afirmou em entrevista ao site Sports Business Journal.

O maior problema tem sido de fato a questão financeira. No Pacto da Concórdia assinado por todas as atuais dez equipes da categoria em 2020, ficou decidido que novos times precisariam pagar uma taxa de entrada de US$ 200 milhões (Aproximadamente R$ 1 bilhão) para cobrir a divisão de receitas. Mesmo defendendo a entrada da Andretti, Brown concorda que o valor é baixo pensando no crescimento da Fórmula 1 nos últimos anos.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Andretti indicou candidatura à F1 em 2024, mas equipes demonstram resistência (Foto: Indycar)

“Eu não quero comentar qual eu acho que é o valor certo, mas o que eu diria é que o valor de uma equipe na Fórmula 1 aumentou muito rapidamente desde que o Pacto da Concórdia foi assinado. No final das contas, é responsabilidade da Fórmula 1 decidir qual é o valor certo, mas o valor de uma equipe é significativamente maior do que três anos atrás”, analisou o dirigente americano.

Zak tem uma ligação próxima com a Andretti, com quem compete na Indy. Colton Herta, piloto de Michael Andretti, assinou neste ano um contrato de piloto de desenvolvimento e de testes da equipe britânica e deve participar de testes com o carro da Fórmula 1. Brown vê grande potencial no jovem americano e acredita que ele deve chegar à principal categoria do automobilismo mundial.

Colton Herta é um dos destaques da Indy (Foto: Indycar)

“Ele definitivamente tem potencial. Se você olhar para seus resultados na Indy, ele é extremamente veloz. Ele foi companheiro de equipe do Lando na Europa anos atrás, e o Lando o elogia bastante, então tem chances ótimas e é capaz de ser um piloto da Fórmula 1. É por isso que estamos testando com ele, e um dia, se as estrelas se alinharem, com uma vaga e o Colton disponível, e ele nos provando que é capaz, o que nós acreditamos, consigo vê-lo na F1, seja na McLaren ou em outra equipe”, elogiou Brown.

“Isso adicionaria a grande exposição que a Fórmula 1 já tem nos Estados Unidos. Nós ainda temos Las Vegas, corremos em Miami pela primeira vez, então ainda estamos no início de um rápido crescimento”, concluiu o chefe da McLaren.

MERCEDES PODE BRIGAR COM A FERRARI NA FÓRMULA 1 2022?