Minério de ferro sobe em Dalian após queda recorde de 10 sessões

Os contratos futuros do minério de ferro subiram na bolsa de Dalian nesta sexta-feira após uma ...

revistabaiacu - 24 de junho de 2022




Os contratos futuros do minério de ferro subiram na bolsa de Dalian nesta sexta-feira após uma queda recorde de 10 sessões, mas os preços em Cingapura permaneceram pressionados por uma perspectiva sombria para a demanda na China, maior produtora de aço do mundo.

O contrato de minério de ferro mais negociado para setembro na Bolsa de Dalian mostrou volatilidade durante a sessão diária e encerrou em alta de 1%, a 736 iuanes (109,90 dólares) a tonelada. Na semana, a queda foi de 11%, a maior desde meados de fevereiro.

Na Bolsa de Cingapura, o contrato do ingrediente siderúrgico para julho caiu 1%, para 115 dólares a tonelada.

Na quinta-feira, o minério subiu 7,4% em Cingapura, recuperando-se do fechamento mais fraco deste ano na sessão anterior, depois que o presidente chinês Xi Jinping prometeu tomar medidas mais efetivas para alcançar as metas de desenvolvimento econômico e social do país.

Embora “a confiança do mercado tenha sido restaurada até certo ponto”, analistas da Sinosteel Futures disseram que a ausência de quaisquer medidas de estímulo econômico adicionais e específicas por parte de Pequim limitará quaisquer ganhos de preço do minério por enquanto.

No centro de produção de aço da China, a cidade de Tangshan, 56 dos 126 altos-fornos foram fechados para manutenção, de acordo com a Sinosteel, enquanto as usinas lutam para lidar com margens em queda em meio à fraca demanda e altos estoques.

As restrições da Covid-19, que pressionaram para baixo o setor imobiliário, e as interrupções na atividade de construção causadas pelo clima desfavorável também são ventos contrários para o setor siderúrgico chinês.