Moradores de Illinois podem receber indenização do Facebook por infração de privacidade

A rede social foi alvo de processo coletivo de usuários por coletar informações para sugerir marcações automáticas sem autorização...

revistabaiacu - 13 de maio de 2022




O Facebook terá que pagar uma indenização para usuários da rede social que moram no Estado americano de Illinois. O motivo é a infração do ato de privacidade da informação pela coleta e armazenamento de dados biométricos, relativos à aparência física das pessoas. O valor da indenização do processo coletivo é de US$ 650 milhões.

Só receberá uma parte dessa quantia quem mora no Estado americano, deve dados armazenados pela empresa a partir de 7 de junho de 2011 e reportou uma queixa atendendo aos critérios da ação judicial. Cada indivíduo deve receber um valor entre US$ 200 e US$ 400. É preciso ter morado no Estado por pelo menos seis meses e reportado a infração na Justiça até 23 de novembro de 2020.

O caso envolve as notificações de sugestão de marcação do perfil de pessoas em publicações na rede social, de modo a facilitar a inclusão de links para cada perfil envolvido nelas. O exemplo é a sugestão de marcar pessoas em fotos, com base no uso de tecnologia de reconhecimento facial dos usuários do Facebook.

De acordo com o Settlement Administrator, entidade ligada ao setor jurídico que lida com acordos entre as partes de um processo, os pagamentos começaram a ser realizados nesta semana, após sete anos do início da ação. O Estado de Illinois tem 1,42 milhão de pessoas.