Morte de Pelé: clubes reverenciam o Rei do Futebol e prestam homenagens ao eterno camisa 10

Morte de Pelé: clubes reverenciam o Rei do Futebol e prestam homenagens ao eterno camisa 10 Confira!

Morte de Pelé: clubes reverenciam o Rei do Futebol e prestam homenagens ao eterno camisa 10

Times brasileiros e internacionais se curvam ao melhor jogador de todos os tempos

Morte de Pelé: clubes reverenciam o Rei do Futebol e prestam homenagens ao eterno camisa 10
Imagem: Reprodução | Divulgação



A morte de Pelé, confirmada na tarde desta quinta-feira, 29, levou os times brasileiros e internacionais a reverenciarem o Rei do Futebol por tudo que ele fez dentro e fora dos gramados. Os clubes, muitos deles vítimas da implacável habilidade do craque santista, também publicaram palavras de apoio aos amigos e familiares do eterno camisa 10, vítima da falência múltipla dos órgãos, agravada por um câncer no cólon que estava sendo tratado no hospital Albert Einstein, em São Paulo.

As agremiações enaltecerem os feitos de Pelé, recordaram histórias do Rei e rememoraram jogos em que o melhor de todos os tempos, quando já aposentado, chegou a defender as suas cores, como Flamengo e Fluminense. O Vasco reforçou que era para o clube cruz-maltino que Pelé torcia, e o Botafogo lembrou da relação do craque com o Garrincha, ídolo do time carioca.

O Corinthians, uma das principais presas do eterno camisa 10 santista, deixou a “rivalidade de lado” para aplaudir o “Eterno Rei”. O São Paulo listou os números do jogador no Morumbi e lembrou que foi no estádio são-paulino que Pelé se despediu da seleção brasileira no Estado de São Paulo.

Já o Cosmos, de Nova York, único clube fora o Santos que o eterno jogador defendeu e pelo qual se aposentou, agradeceu Pelé por ter promovido uma “revolução esportiva” nos Estados Unidos.

O Corinthians, um dos adversários que mais sofreu nas mãos — e pelos pés — de Pelé, lamentou a morte do Rei e escreveu que foi “uma honra” ter o melhor da história como um rival em campo, e lamentou a “perda daquele que mudou o esporte que todos nós amamos.”

“Tricampeão do mundo e com mais de mil gols em seu currículo, Pelé sempre foi e será a imagem do futebol brasileiro vencedor”, escreveu o clube paulista, que também prestou condolências à família, aos amigos e aos milhões de fãs que Pelé conquistou por todo o mundo. “O Corinthians te aplaude, majestade. O Edson se foi, mas o Pelé é eterno.”

Hoje o futebol perdeu o seu Rei.

A rivalidade não existe neste momento de luto pela perda daquele que mudou o esporte que todos nós amamos.

O Corinthians te aplaude, majestade.

O Edson se foi, mas o Pelé é eterno. pic.twitter.com/5COoBirg2a

A equipe do Flamengo, que estava treinando na tarde desta quinta, paralisou a atividade para fazer um minuto de silêncio em homenagem à Pelé. Gabigol, que também vestiu a camisa 10 do Santos, descreveu o atleta do século como “o melhor jogador que vai existir”.

Nas homenagens postadas nas redes, o clube carioca publicou uma foto de Pelé ao lado de Zico e lembrou que o Rei chegou a vestir a camisa 10 do Flamengo para um amistoso de 1979 — na época, Pele já estava aposentado. A partida havia sido organizada para ajudar famílias que foram prejudicadas por fortes chuvas que caíram em Minas Gerais na época. “No Maracanã, cerca de 140 mil privilegiados puderam ser testemunhas oculares do encontro de duas realezas: Zico e Pelé”.

“Pelé parou uma guerra. O mundo parava para ver Pelé. E agora para novamente por não vê-lo mais. Diante desta irreparável perda, o Clube de Regatas do Flamengo presta condolências aos amigos, familiares, fãs e todos os amantes do futebol”.

O Vasco, time do coração de Pelé, lembrou em sua homenagem que o tricampeão do mundo era torcedor do clube carioca e também postou o vídeo do milésimo gol do santista, anotado justamente contra o Vasco, no Maracanã, de pênalti. “Descanse em paz, Rei do Futebol e grande Vascaíno de coração.”

A post shared by Vasco (@vascodagama)

Por meio de nota oficial, o Fluminense decretou luto oficial de três dias e anunciou que deixará as bandeiras a meio mastro para homenagear Pelé. “O Fluminense deseja muita força aos familiares, amigos, fãs e todos os apaixonados por futebol”. O clube também recordou de quanto o Atleta do Século representou a equipe tricolor durante uma excursão do time pela África, em 1978, quando o Rei já tinha pendurado as chuteiras.

O São Paulo, também por meio de nota oficial, lembrou dos feitos de Pelé pelo Santos e pela seleção brasileira, e recordou que o santista chegou a fazer 31 gols em 48 jogos feitos contra a equipe tricolor. O clube paulista também mencionou que foi no Morumbi que Pelé, por onde jogou 56 partidas e balançou as redes 33 vezes, se despediu da seleção em jogos realizados no Estado de São Paulo, em 1971 — empate contra a Áustria por 1 a 1, “com gol dele, clari”, escreveu o São Paulo.

“O mundo se despede hoje do craque que transcendeu o esporte e transformou o futebol em arte”, publicou as redes socais do Palmeiras, que escreveu algumas histórias que envolvem Pelé e a equipe alviverde. Uma delas, cita a relação do Rei com Waldemar de Brito, que também jogou pela seleção, e foi o responsável por levar Pelé da base do Bauru Atlético Clube ao Santos, em 1956.

O Botafogo, time que rivalizou com o Santos na década de 60, agradeceu Pelé e o descreveu como “ídolo que engrandeceu o esporte, encantou o mundo e tanto nos orgulhou”. John Textor, dono do clube, publicou uma foto do Rei ao lado de Garrincha e escreveu que o eterno camisa 10 “seguirá eterno em nossos corações.”

O Cosmos, equipe de Nova York, que Pelé também defendeu entre 1975 e 1977 e pela qual se despediu dos gramados, reforçou o legado esportivo que o Rei do Futebol promoveu nos Estados Unidos, tratado como uma “revolução” que foi capaz de transformar “campos de beisebol, em campos de futebol”.

“Em 1975, Pelé ingressou no New York Cosmos e ajudou a popularizar o futebol nos Estados Unidos. O Rei presenteou os fãs com vários momentos lendários em campo, incluindo a vitória no NASL Soccer Bowl de 1977?, escreveu o clube por meio de nota.

“Durante três temporadas no Cosmos, Pelé ajudou a transformar o cenário nacional do futebol. Onde antes havia campos de beisebol, agora também havia campos de futebol. O Cosmos e seu Rei não apenas iniciaram uma revolução esportiva na América, mas também viajaram pelo mundo para espalhar o Evangelho do Belo Jogo”, completou a instituição.

A post shared by New York Cosmos (@nycosmos)

O Real Madrid emitiu uma nota enaltecendo a carreira de Pelé, lembrou dos gols e títulos do Rei, e prestou condolências à família, aos parentes, aos clubes, à Confederação Brasileira e a todos os fãs de futebol no Brasil e no mundo. “A lenda de Pelé ficará para sempre na memória de todos aqueles que amam este esporte e seu legado o torna uma das grandes lendas do futebol mundial”.

O Barcelona também lamentou a morte do melhor jogador de todos os tempos e afirmou que, com Pelé, “o futebol ficou maior”.

O Milan, derrotado pelo Santos na disputa do título Mundial de 1963, postou que o clube está “profundamente triste em saber que a lenda do futebol Pelé faleceu”. “Que possamos transmitir nossas mais sinceras condolências aos seus amigos e familiares. Descanse em paz, ó Rei”, completou o time italiano, por meio de nota.

O Benfica, clube português que também foi batido pelos santistas em uma decisão de Mundial, postou uma foto do Rei ao lado de Eusébio. Na legenda, a agremiação escreveu: “Até sempre, Pelé”.

A post shared by Sport Lisboa e Benfica (@slbenfica)

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!

Todos os Direitos Reservados
Developed By Old SchooL