Palmeiras quer manter aproveitamento quase perfeito em clássicos e São Paulo busca vingança

Rivais duelam pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil neste quinta, no Morumbi

revistabaiacu - 23 de junho de 2022




Protagonista de uma virada impressionante no último Choque-Rei, o Palmeiras reencontra o São Paulo nesta quinta-feira, às 20h, com o pensamento de manter elevado o seu aproveitamento em clássicos em 2022, ano em que foi superado somente em uma ocasião pelos seus principais rivais. A equipe tricolor quer vingança. Os times se enfrentam novamente no Morumbi, mas desta vez pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

O Palmeiras tem um aproveitamento quase perfeito em clássicos neste ano: 87,5%, resultado de sete vitórias e apenas um revés em oito partidas. O time alviverde encontra o rival tricolor pela quinta vez em 2022. São três triunfos para o time de Abel Ferreira e um para a equipe treinada por Rogério Ceni.

O Palmeiras quer o penta na Copa do Brasil, torneio que venceu em 1998, 2012, 2015 e 2020. Para ir às oitavas, eliminou a Juazeirense, da Bahia. O São Paulo busca seu primeiro título da competição nacional. Na fase anterior, deixou o Juventude pelo caminho.

Enquanto o Palmeiras planeja ampliar para 20 partidas a série invicta na temporada, melhorar ainda mais seus bons números na temporada em que foi derrotado apenas três vezes e voltar para casa com um resultado que lhe deixe confortável para decidir no Allianz Parque a vaga às quartas, o São Paulo tenta a vingança diante do rival que o venceu de virada na última segunda, pelo Brasileirão, com dois gols nos acréscimos em um período de cinco minutos. O duelo de volta está marcado para o dia 14 de julho, no Allianz Parque. Não há gol marcado fora como critério de desempate.

A Copa do Brasil, cabe lembrar, dá ao campeão vaga à Libertadores e paga a premiação mais alta do futebol nacional. Quem chegar à final e vencê-la leva R$ 60 milhões. O valor final do prêmio depende de quantas fases o vencedor do torneio participou e se ele integra o Grupo 1, 2 ou 3. O total pode chegar a R$ 79,5 milhões, quase R$ 10 milhões a mais do que foi pago ao Atlético-MG pelo título de 2021.

Insatisfeito com a virada que seu time levou nos acréscimos, Rogério Ceni deve mexer na escalação, e em mais de um setor. Ele sinalizou modificações também em função do desgaste físico de alguns atletas.

Nas laterais, Igor Vinicius e Reinaldo podem dar lugar a Rafinha e Welington. No meio de campo, moram as principais dúvidas. Não se sabe se Ceni manterá o sistema com seis meio-campistas ou se vai tirar um para lançar mão de Luciano ou Eder. Os desfalques são os mesmos de antes: Andrés Colorado, Gabriel Sara, Nikão, Talles Costa, Alisson, Luan, Caio, Walce e Moreira.

No Palmeiras, a expectativa é pelos retornos de Marcos Rocha e Raphael Veiga, ambos recuperados de um problema muscular. É mais provável que o lateral-direito seja escalado. Caso contrário, Mayke será titular ou Gómez continuará improvisado no setor. A volta do meio-campista, artilheiro do time na temporada, é tratada com cautela, embora ele tenha treinado sem restrições com os companheiros. Veiga é baixa desde o empate sem gols com o Atlético-MG, há quase 20 dias.

A tendência é de que Gustavo Scarpa siga centralizado como o principal articulador da equipe. O meia vive excelente fase. Ele alcançou a marca de 50 assistências com a camisa alviverde, que veste desde 2018. Nesta temporada, já são 11 passes para seus companheiros marcarem.

Abel Ferreira testou negativo para covid-19 e foi liberado para acompanhar a última atividade antes da partida. O português retorna à beira do gramado no Morumbi, onde esteve seu auxiliar, João Martins, na última segunda-feira. “É uma nova competição, é diferente do Brasileiro, mas o espírito é o mesmo. Estamos com os pés no chão, até porque se trata de um grande clássico”, afirmou o atacante Rony.

SÃO PAULO X PALMEIRAS

SÃO PAULO: Jandrei; Arboleda, Diego Costa e Léo; Rafinha, Gabriel Neves, Rodrigo Nestor, Igor Gomes, Patrick (Luciano) e Welington (Reinaldo); Calleri. Técnico: Rogério Ceni.

PALMEIRAS: Weverton; Mayke (Marcos Rocha), Gómez, Murilo e Piquerez; Danilo, Zé Rafael e Gustavo Scarpa; Gabriel Veron, Dudu e Rony. Técnico: João Martins (auxiliar)

ÁRBITRO: Raphael Claus (Fifa/SP)

HORÁRIO: 20h

LOCAL: Morumbi

TRANSMISSÃO: Amazon Prime Video