Paulo Sousa apoia o lema “craque, o Flamengo faz em casa”

Bom rendimento dos talentos da base é o maior destaque do trabalho do treinador português

revistabaiacu - 13 de maio de 2022
Paulo Sousa apoia o lema “craque, o Flamengo faz em casa”



Pressionado por todos os lados, e contestado por boa parte da torcida do Flamengo, o técnico Paulo Sousa tem um ponto alto e inquestionável em seu trabalho: o olhar especial e atento para os talentos da base. E eles têm correspondido à confiança depositada pelo treinador. 

O caso mais emblemático é o do atacante Lázaro, sem espaço no clube, quase negociado, até a chegada do treinador português. Em 2021, o técnico Rogério Ceni disse que não relacionava Lázaro para os jogos, porque ele não “tinha intensidade”. 

Desde os primeiros contatos, Paulo prometeu oportunidades ao atleta, pois acreditava no seu futebol. Lázaro se encaixou no novo esquema de jogo e atualmente é um dos destaques do time, com seis assistências e três gols. 

Aos 18 anos, o meia Victor Hugo é mais um que está sabendo aproveitar a chance. Na última quarta-feira, marcou o o primeiro gol pelos profissionais contra o Altos (PI), pela Copa do Brasil. Ele já tinha entrado bem no jogo de ida, em Teresina, e atuado por 10 minutos contra o Talleres, na Libertadores.

Mais um jovem de destaque é o volante João Gomes. Sem prestígio com Renato Gaúcho, hoje tem o carinho, o incentivo e a admiração do técnico português. João Gomes ganhou espaço e barrou o colega Andreas Pereira, que caiu de rendimento desde a falha que custou o título da Libertadores para o Palmeiras. 

Paulo prestigia também o goleiro Hugo, que oscila boas partidas com outras ruins. O técnico ainda vinha apostando no meia Matheus França, joia da Gávea que ficará fora por três ou quatro meses por causa de lesão na perna direita.