Policiais apreendem suposto quadro de Rubens em mostra em Gênova

Policiais apreendem suposto quadro de Rubens em mostra em Gênova Confira!

Policiais apreendem suposto quadro de Rubens em mostra em Gênova

Quatro pessoas são investigadas por exportação ilícita de arte

Policiais apreendem suposto quadro de Rubens em mostra em Gênova
Imagem: Reprodução | Divulgação



Os carabineiros do Núcleo de Tutela do Patrimônio Cultural de Gênova apreenderam nesta sexta-feira (30) o quadro “Cristo Ressuscitado aparece para sua mãe”, supostamente do pintor barroco flamengo Peter Paul Rubens (1577-1640), que estava em exposição no Palazzo Ducale.

Segundo as autoridades, quatro pessoas são investigadas por exportação ilícita de obra de arte e o quadro é um dos objetos da ação.

A Procuradoria de Gênova informou que a pintura pertencia a uma família genovesa que vendeu o quadro para um mercador por 300 mil euros. Com isso, ela saiu da Itália como uma pintura genérica que fazia parte da “escola flamenga”, mas em Praga, na República Tcheca, foi autenticada como uma criação de Rubens.

O comprador então revendeu a mesma obra por mais de 3 milhões de euros para uma outra pessoa. Pouco tempo depois, ela retornou para a Itália e foi exposta no Ducale.

O quadro mostra Cristo com duas mulheres, uma delas, sendo Maria. Uma recente radiografia, porém, revelou que sob a superfície há a presença de uma outra imagem feminina, similar do ponto de vista de composição, mas iconograficamente diferente.

A mostra em Gênova foi prorrogada até o dia 5 de fevereiro e, até o momento, o museu é considerado alguém estranho aos fatos. .

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!

Todos os Direitos Reservados
Developed By Old SchooL