Região no norte da Itália lidera ranking de reputação turística

Região no norte da Itália lidera ranking de reputação turística Confira!

Região no norte da Itália lidera ranking de reputação turística

Trentino-Alto Ádige ocupa topo da lista pelo 6º ano consecutivo

Região no norte da Itália lidera ranking de reputação turística
Imagem: Reprodução | Divulgação



Trentino-Alto Ádige, no extremo-norte da Itália, foi reconhecida pelo sexto ano consecutivo como a região com a melhor reputação turística do país, segundo ranking elaborado pelo Instituto Demoskopika divulgado nesta quinta-feira (29).

O território ficou na primeira colocação da lista com 117 pontos e foi reconhecido como o “destino mais social da Itália”, além de ser o segundo lugar com a oferta de hospitalidade com maior aprovação por parte dos turistas/consumidores.

Com a cidade de Trento como capital, a região de Trentino-Alto Ádige possui pouco mais de 1 milhão de habitantes e é composta por 282 municípios.

A Toscana aparece na segunda posição na classificação geral, se mantendo entre os destinos turísticos mais procurados, além de estar em segundo entre os locais considerados mais populares na web de acordo com o comportamento do consumidor.

Já o terceiro lugar ficou com Emilia-Romagna, cujo desempenho foi significativamente influenciado pelas páginas indexadas no Google com uma avaliação inicial do volume de oferta online do destino, visibilidade institucional nas principais redes sociais e um posicionamento relevante ao nível da avaliação da oferta de hospedagem.

O Top 10 do ranking do Instituto Demoskopika ainda conta com as regiões de Marcas (4º lugar), Vêneto (5º), Lazio (6º), Sicília (7º), Lombardia (8º), Puglia (9º) e Basilicata (10º).

A Úmbria, por sua vez, é o destino regional com o melhor desempenho em relação ao ano passado, tendo em vista que saltou cinco posições no índice de reputação turística, passando de 18º para 13º lugar.

Na sequência aparecem Marcas, Lazio e Campânia, que subiram três posições no ranking geral de reputação turística.

“É crescente o desejo de férias conscientes por parte do mercado nacional e internacional. A escolha do destino, do diário de bordo do período de férias está cada vez mais ‘condicionada’ por um fluxo contínuo de informação, positiva ou negativa, partilhada principalmente na web. A experiência experiencial do turista afeta fortemente tanto o nível de lealdade quanto a reputação do destino turístico”, declarou o presidente da Demoskopika, Raffaele Rio.

O esquema metodológico elaborado pelo instituto se baseia em mais de 144 milhões de páginas indexadas, pouco mais de 7 milhões de curtidas e seguidores nas redes sociais, 53 milhões de avaliações contabilizadas e quase 386 mil meios de hospedagem observadas. .

+Os melhores conteúdos no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua Newsletter favorita do Terra. Clique aqui!

Todos os Direitos Reservados
Developed By Old SchooL