Safra de milho nos EUA tem leve piora, diz USDA

Washington, 22 - O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) informou que 70% da ...

revistabaiacu - 22 de junho de 2022




Washington, 22 – O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) informou que 70% da safra de milho do país apresentava condição boa ou excelente até o último domingo, 19, leve piora de 2 pontos porcentuais ante a semana anterior. Na data correspondente do ano passado, essa parcela era de 65%. O USDA informou também, em seu relatório semanal de acompanhamento de safra, que 95% da safra tinha emergido, ante 99% na época correspondente do ano passado e 95% na média de cinco anos.

O USDA disse que 68% da safra de soja tinha condição boa ou excelente, uma queda de 2 pontos porcentuais ante a semana anterior. Um ano antes, essa parcela era de 60%. Já o plantio estava 94% concluído, ante 97% um ano antes e 93% na média de cinco anos.

Segundo o USDA, 83% da safra tinha emergido, em comparação a 90% um ano antes e 84% na média.

O USDA informou que 30% da safra de trigo de inverno do país apresentava condição boa ou excelente até o último domingo, uma piora de 1 ponto porcentual ante a semana anterior. Na data correspondente de 2021, essa parcela era de 49%. O USDA disse também que 91% da safra tinha perfilhado, em comparação a 95% um ano antes e na média dos cinco anos anteriores. De acordo com o relatório, produtores tinham colhido 25% da safra, ante 15% no ano passado e 22% na média de cinco anos.

Quanto ao trigo de primavera, o USDA informou que 59% da safra tinha condição boa ou excelente, em comparação 54% na semana anterior e 27% um ano antes. O plantio estava 98% concluído até o último domingo, ante 100% na época correspondente do ano passado e na média de cinco anos. Além disso, 89% da safra tinha emergido, ante 98% um ano antes e 97% na média.

O relatório mostrou também que 40% da safra de algodão tinha condição boa ou excelente, uma piora de 6 pontos porcentuais ante a semana anterior. Um ano antes, essa parcela era de 52%. Produtores de algodão tinham semeado 96% da área total prevista até o último domingo, em comparação a 95% na data correspondente do ano passado e na média dos cinco anos anteriores. O USDA disse que 22% da safra tinha florescido, ante 20% um ano antes e 23% na média. Além disso, 6% da safra estava formando maçãs, ante 4% um ano antes e na média.