Senado dos EUA avança em primeiro projeto significativo sobre armas em décadas

O Senado dos Estados Unidos deu um passo inicial para aprovar a primeira grande legislação de ...

revistabaiacu - 22 de junho de 2022




O Senado dos Estados Unidos deu um passo inicial para aprovar a primeira grande legislação de controle de armas do país em décadas na terça-feira, após dois tiroteios em massa em um país que há muito luta para conter a violência armada crônica.

Os senadores votaram para acelerar a aprovação de um pacote bipartidário de medidas para endurecer as leis federais sobre armas. Espera-se que o Senado vote o projeto de lei de 80 páginas esta semana antes de um recesso de duas semanas.

O projeto de lei apresentado na terça-feira não vai tão longe quanto os democratas, incluindo o presidente Joe Biden, esperavam. Ainda assim, se aprovado, seria a ação mais significativa no Congresso para combater a violência armada em anos.

A legislação inclui disposições que ajudariam os Estados a manter as armas fora das mãos daqueles considerados perigosos para si ou para outros, além de bloquear a venda de armas para os condenados por abusar de parceiros íntimos não casados.

Após tiroteios em massa em um mercado de Nova York e em uma escola primária do Texas que as autoridades disseram terem sido cometidos por adolescentes, a legislação permitiria que os Estados fornecessem registros juvenis ao sistema nacional de verificação de antecedentes para compras de armas.

O projeto não chega a aumentar o limite de idade de 18 para 21 na compra de armas automáticas. Os atiradores no Texas e em Nova York eram jovens de 18 anos que usavam rifles de assalto que eles mesmos compraram.

O líder da maioria no Senado, Chuck Schumer, disse esperar que o projeto de lei seja aprovado nesta semana, enquanto o senador Chris Murphy, o principal democrata nas negociações para elaborar um acordo legislativo com os republicanos, o chamou de “a peça mais significativa da legislação antiviolência armada que o Congresso aprovará em 30 anos”.