Veja como fazer transações mais seguras com criptomoedas

Ex-hacker e desenvolvedor de projetos na NASA dá dicas de como não cair em golpes e fazer transação segura...

revistabaiacu - 5 de agosto de 2022
Veja como fazer transações mais seguras com criptomoedas



A primeira pergunta que você deve fazer ao decidir investir em criptomoedas é esta: Qual a confiabilidade de se investir nelas? A preocupação é legítima: a segurança tem que vir em primeiríssimo lugar. E há bons motivos para isso.

Segundo pesquisa da Kaspersky, houve aumento de 330% no número de tentativas de ataques cibernéticos no Brasil nos dois últimos anos, com mais de 370 milhões de invasões a sistemas corporativos só em 2021. Apesar dos números aterradores, com alguns cuidados você pode passar com segurança pelo processo de investimento em criptomoedas.

A primeira recomendação é usar um navegador como o Brave. Ele é muito similar ao Google Chrome e até usa as mesmas extensões, mas é mais seguro, mais rápido e tem uma função interna que é uma carteira de criptomoedas. Você acompanha seus investimentos sem instalar nenhuma extensão de terceiros.

As outras recomendações quem dá é um ex-hacker.

Como o mercado cripto tem chamado cada vez mais a atenção dos criminosos, a recomendação é atentar para os detalhes, segundo o Wanderley Abreu Jr., ex-hacker, desenvolvedor da NASA e também empreendedor da marca MatchBet. 

A segurança digital é essencial para não cair em golpes ao investir em criptomoedas. Gosto de deixar claro que, muitas vezes, o problema não são as criptomoedas, ou a suposta falta de segurança desses investimentos, e sim dos golpistas que se aproveitam da falta de conhecimento dos usuários sobre o meio, ou do fato de eles não seguirem os protocolos de segurança básicos da internet”, diz ele.

Antes de mais nada, é preciso fazer transações por intermédio de corretoras e sites autorizados com moedas que o investidor confie, para não cair em scam (fraude). 

“Tem muito scam no mercado, então é fundamental tomar muito cuidado em como você opera essas moedas”, diz Wanderley, que foi o desenvolvedor da criptomoeda Betcoin, para a MatchBet. 

É necessário ficar atento aos golpes mais comuns, como sorteios falsos de criptomoedas, golpes de trading bots e e-mails de phishing. 

“É importante aprender a reconhecê-los ao entrar nesse mercado. Cuidado com as promessas de Airdrop para moedas gratuitas”, diz o especialista. “O ideal é pesquisar tudo sobre o token oferecido, além de avaliar o histórico do projeto, os fundamentos, checar quem são as pessoas envolvidas e os canais de comunicação, ou seja, o maior número possível de informações disponíveis e assim garantir que você está participando de um processo legítimo.”

Para finalizar, ele alerta para jamais copiar as criptomoedas. “Nunca faça uma cópia digital das informações das suas criptomoedas. Acredite, esse é um dos maiores erros que faz com que usuários caiam em golpes”, finaliza ele.