Weverton celebra marca no Palmeiras, reforça importância do coletivo e fala em ‘força mental’

Na última quarta, o goleiro do Verdão atingiu a marca de 50 jogos com a camisa do clube pela...

revistabaiacu - 5 de agosto de 2022
Weverton celebra marca no Palmeiras, reforça importância do coletivo e fala em ‘força mental’



O empate em 2 a 2 com o Atlético-MG, pela ida das quartas da Libertadores, foi especial para o goleiro Weverton. O camisa 21 atingiu a marca de 50 partidas pelo Palmeiras na competição, ficando atrás apenas de Marcos, que soma 57. Sobre o feito, o atleta reforçou o sentimento de orgulho.

GALERIA

– É motivo de muito orgulho. Sabemos o quanto é difícil fazer 50 jogos em uma equipe como o Palmeiras e ainda ganhar duas Libertadores, é algo histórico para mim. Por toda minha trajetória, nunca imaginei que ia chegar aonde cheguei. Sei que isso me custa muita renúncia, sacrifício, muito trabalho. Trabalhamos muito porque sabemos como é pesada essa camisa, a nossa responsabilidade – afirmou o camisa 21, que prosseguiu:

– Ainda mais na posição de goleiro, a história aqui é muito forte, tem muita identificação, grandes ídolos vestiram essa camisa. Tento ser o mais profissional possível, me dedicar bastante porque dentro de campo a responsabilidade é muito grande. Mas também é um grande prazer andar em qualquer lugar do Brasil e do mundo e ser reconhecido pela história que está sendo escrita. É onde vemos que todo o esforço tem valido a pena e vai continuar valendo porque temos muitas coisas boas pela frente.

TABELA

O ‘Paredão Alviverde’ também falou sobre ter alcançado a 50ª posição dos jogadores que mais vestiram a camisa palmeirense na história, com 248 duelos, ao lado do lendário Jair Rosa Pinto, o capitão do Mundial de Clubes de 1951.

– Essa parte individual também me traz motivação. É claro que ganhar títulos é o mais legal, mas algumas marcas, quando você parar de jogar, deixará um legado, poderá contar para os filhos. A Valentina esteve presente e viu as duas conquistas da Libertadores, agora tem o Olavinho que nasceu e deve estar com ciúme, quer também conquistar títulos (risos). É história para eles poderem daqui a 30 anos para a família deles. Sei que tem um preço para isso, e todos os dias eu venho aqui com muita alegria, fazer uma boa preparação e estar sempre bem nos jogos. Libertadores são grandes jogos, fazem a diferença e deixam marcas. Quem sabe, quando parar, veremos qual minha posição nesse ranking. Mas posso dizer que sou um cara feliz, realizado e totalmente grato pelo que o Palmeiras vem proporcionando para mim e para a minha família – disse o goleiro.

Por fim, Weverton aproveitou para projetar o próximo desafio do Palmeiras pelo Brasileirão. O líder do campeonato irá enfrentar o Goiás, no domingo, às 16h, no Allianz Parque.

– É manter essa parte mental, sabemos o quanto é difícil o Brasileiro. Não existe jogo fácil. O segundo turno é ainda mais, não dá para recuperar mais pontos. Sabemos que mais uma vez o torcedor vai lotar o estádio, vai nos apoiar como sempre tem feito e tem tudo para ser mais um grande jogo. O Goiás vem crescendo na competição, não vai nos dar nada de graça. Temos de fazer por merecer, competir, se dedicar muito, porque será um jogo duro. Esperamos que domingo todos estejam 100%, no nível de concentração máximo e possam fazer o que o Abel pede sempre: dar o nosso melhor dentro de campo, cada um nas suas tarefas, focado no que têm de fazer – concluiu.