Zarco supera Bagnaia por 0s03 no fim e lidera TL3 na França. Quartararo é 3º

Quando parecia que a Itália ia ficar com a liderança do terceiro treino livre da MotoGP em Le Mans,...

revistabaiacu - 14 de maio de 2022
Zarco supera Bagnaia por 0s03 no fim e lidera TL3 na França. Quartararo é 3º



BASTIANINI, MARTÍN OU MILLER: QUEM FICA COM A VAGA NA DUCATI NA MOTOGP EM 2023?

Johann Zarco liderou o terceiro treino da MotoGP para o GP da França. Correndo em casa, o piloto da Pramac deu o bote para cima de Francesco Bagnaia já com o cronômetro zerado na manhã deste sábado (14) e garantiu também o novo recorde de Le Mans.

A sessão entrou nos minutos finais sob a liderança de Fabio Quartararo, que tinha feito um voltão para afastar Marc Márquez. Bagnaia surgiu, então, para tomar a ponta. Quando parecia que as coisas caminhariam na direção de Pecco, Zarco apareceu 0s031 melhor.

O BRASIL EM DUAS RODAS

Johann Zarco tomou a liderança no finalzinho do treino na França (Foto: Pramac)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

0s145 mais lento que conterrâneo, Quartararo teve de se conformar com o terceiro tempo, com Marc Márquez aparecendo na quarta colocação. Jack Miller ficou em quinto.

Aleix Espargaró foi 0s449 mais lento que Zarco e acabou em sexto, diante de Takaaki Nakagami. Álex Rins colocou a Suzuki no oitavo posto, diante de Pol Espargaró. Mesmo com uma quebra na sessão, Enea Bastianini conseguiu o décimo tempo.

A classificação da MotoGP para o GP da França, em Le Mans, sétima etapa da temporada, acontece no sábado, às 9h10 (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

Assim como na sexta-feira, o sábado amaheceu com sol e céu claro. Na hora no TL3, os termômetros mediam 17°C, com o asfalto chegando a exatamente na mesma marca. A umidade relativa do ar estava em 62%, com a vento soprando a 8 km/h.

Tão logo o cronômetro foi disparado, os pilotos partiram para a pista para buscar tempo, a maioria deles usando um par de pneus macios. Álex Rins foi o primeiro a ocupar o topo da tabela, 0s432 diante de Jack Miller. Francesco Bagnaia e Fabio Quartararo vinham na sequência.

Na volta seguinte, Quartararo assumiu a primeira posição ao anotar 1min32s590, 0s037 melhor que Miller. Marco Bezzecchi era o terceiro, diante de Joan Mir e Rins. Pouco depois, Marc Márquez virou 0s337 melhor que o francês da Yamaha e assumiu o comando, com Bagnaia e Mir subindo logo em seguida.

Fabio não tardou em responder. Com 1min32s150, ‘El Diablo’ reassumiu a ponta, mas o troco de Marc Márquez foi também imediato, com o piloto da Honda virando 0s185 melhor. A marca da asa dourada, aliás, está trabalhando na distribuição de peso da RC213V nesta manhã, tentando uma moto mais longa.

Assim como tinha feito antes, Fabio baixou o tempo e voltou a ocupar o ápice da folha de tempos ao registrar 1min31s844, 0s121 melhor que Marc. Miller era o terceiro, diante de Takaaki Nakagami, Jorge Martín, Pol Espargaró, Mir, Johann Zarco e Aleix Espargaró na França.

Com cerca de 15 minutos de sessão, Takaaki Nakagami assumiu a liderança, mas foi apenas por um breve momento. Quartararo logo voltou ao comando com 1min31s727, com Jorge Martín assumindo a segunda colocação, 0s071 atrás.

Enquanto isso, Pol Espargaró caiu forte na Museé, a curva 7, mas escapou de lesões maiores e logo pegou uma carona para voltar aos boxes da Honda. O catalão tinha o oitavo tempo na sessão, 0s525 mais lento que o líder.

Bezzecchi foi mais um que conseguiu escalar o ranking de tempos. O piloto da VR46 assumiu a quarta colocação ao anotar 1min31s922, 0s209 mais lento do que Quartararo. Companheiro do novato, Luca Marini tinha a 14ª colocação.

Perto da marca de 20 minutos para o fim da sessão, Nakagami cravou 1min31s471 e assumiu a liderança, superando Quartararo por 0s242. Era uma mudança que já impactava o resultado combinado dos treinos e dava ao japonês um lugar direto no Q2.

Porém, dava de não daria mais, já que o tempo foi cancelado pelo fato de o piloto da LCR ter excedido os limites da pista na última curva, o que o devolveu para a terceira colocação e o tirou do top-10 combinado.

Ainda usando o capacete “Top Gun’ que estreou na Espanha, Maverick Viñales voou para se instalar na quarta colocação, 0s142 atrás de Quartararo. Aleix vinha em décimo, 0s3 mais lento que o ponteiro.

Restando menos de 15 minutos para o fim, Bastianini teve problemas com a GP21 da Gresini, que começou a soltar fumaça entre as curvas 9 e 10 e precisou parar a moto na área de escape dos ‘S’ Chemin Aux Boeufs, voltando de carona aos boxes. O italiano era o 12º na sessão.

Enquanto isso, Aleix foi a 1min31s507 e assumiu a liderança, 0s165 melhor do que Viñales que se instalou em segundo. Logo em seguida, contudo, Quartararo chegou em 1min31s214 e reassumiu a ponta, com Marc Márquez se enfiando em segundo. Pol Espargaró também melhorou e era agora o terceiro.

Duelando com Marc, Quartararo fez a primeira volta na casa de 1min30s da história de Le Mans: 1min30s847. O tempo, que arrancou gritos da torcida, foi 0s502 melhor que o piloto da Honda. A marca já era 0s301 melhor do que o recorde estabelecido ainda na sexta-feira por Enea Bastianini.

Na sequência, Jack Miller subiu para segundo, cortando a vantagem para 0s198. E com Joan Mir aparecendo no terceiro posto.

A sequência da sessão foi um pouco menos movimentada, já que alguns dos ponteiros fizeram um pit-stop. Na saída dos boxes, Marc Márquez fez o irritante e tratou de ir coladinho em Quartararo.

Enquanto Quartararo esquentava os novos pneus, Bagnaia mandou uma volta em 1min30s568, tomando a liderança e o recorde da pista por uma diferença de 0s279. Johann Zarco saltou para quarto, mas foi superado por Aleix pouco depois.

Já com a bandeira quadriculada zerada, Quartararo melhorou para 1min30s682, mas apenas para reduzir a vantagem de Pecco para 0s114. Marc ficou em terceiro, diante de Aleix.

No último respiro, Zarco surgiu com 1min30s537 e tomou a ponta de Bagnaia na França por 0s031 para garantir a liderança do TL3.

SUZUKI DETONA BOMBA NA MOTOGP COM ANUNCIO DE SAÍDA EM 2022